Notícias

O outro piloto da Bomba morreu

Na manhã de 6 de agosto de 1945, em cima de Hiroshima, no Japão, Charles Sweeney, no comando do Grand Artiste, um B-29 do Serviço Aéreo do Exército Americano, viu o Enola Gay, outro avião igual ao seu, abrir suas comportas e despejar sobre a cidade a primeira bomba atômica utilizada como arma de guerra. Sweeney e sua tripulação faziam parte da missão. Estavam encarregados de medir os resultados da explosão. Três dias depois, foi a vez de Sweeney apertar o botão. Seu avião soltou a segunda bomba, sobre Nagasaki. Ao contrário de Paul Tibbets, comandante do Enola Gay, Sweeney tinha completa ciência de seus efeitos. Morreu no dia 16 de julho, aos 84 anos. O obituário está no The New York Times (gratuito, pede cadastro). Leitura de uns 10 minutos.

Manoel Francisco Brito ·
21 de julho de 2004 · 20 anos atrás

Leia também

Colunas
28 de maio de 2024

Pela apreciação do PL do Mar

A sociedade brasileira deve pressionar os seus representantes para que este projeto não continue a ser adiado após mais de dez anos de discussão

Notícias
28 de maio de 2024

Cidades amigas das aves nativas serão mais sustentáveis 

Parte dos moradores de Belo Horizonte (MG) e de Bauru (SP) valoriza as espécies aladas, mostra uma pesquisa inédita

Reportagens
28 de maio de 2024

Dinastia Amazônia

Demanda da China sobre o agronegócio brasileiro impacta na preservação da floresta, mas também pode moldar seu futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.