Notícias

Pinguins equatorianos numa fria

Os pinguins-das-galápagos são a única espécie de pinguins acima do Equador. E, com uma população de 1800 indivíduos, podem ser os últimos.

Redação ((o))eco ·
30 de janeiro de 2015 · 9 anos atrás

Foto:
Foto:

O pinguim-das-galápagos (Spheniscus mendiculus) é uma ave endêmica das Ilhas Galápagos, no Equador. Na natureza, esta é a única espécie de pinguins que pode ser encontrada ao norte do Equador. Sua sobrevivência em clima quente do Equador se deve às frias correntes oceânicas da sua área de ocorrência. No entanto, estão ameaçados pela poluição dos mares, as capturas acidentais em redes de pesca e pelas mudanças climáticas globais que afetam seu habitat. Além disso, espécies introduzidas nas ilhas representam outros perigos como, por exemplo, cães que são portadores de doenças que podem se espalhar para os pinguins e gatos que se tornaram predadores. Ainda há os ventos fortes dos últimos El Niños que causaram mortalidade de 77% da população. Hoje estima-se que existam menos de 2000 indivíduos. A Lista Vermelha da IUCN classifica o pinguim-das-galápagos como uma espécie Em Perigo de extinção.

 

Leia Também
A baleia-franca-do-atlântico-norte e o incerto destino
Os dugongos merecem mais respeito
O segundo turno da doninha-de-patas-pretas

 

 

 

Leia também

Notícias
19 de junho de 2024

Coletivos de jovens repudiam falta de participação em evento preparatório do G20, em Belém

Para ativistas, como resultado das falhas de organização oficial do evento, houve pouca representatividade de jovens em plenárias realizadas esta semana na capital paraense

Reportagens
19 de junho de 2024

Fenômenos naturais ameaçam de extinção quase 4 mil espécies terrestres

Estudo inédito revela que terremotos, furacões, tsunamis e vulcões colocam em risco cerca de 10% das espécies de vertebrados terrestres do mundo, principalmente em ilhas e regiões tropicais

Notícias
19 de junho de 2024

Governo reforça que pedirá volta do exterior das ararinhas comprovadamente brasileiras

Medida depende igualmente de questões como negociações diplomáticas e arranjos logísticos entre os países envolvidos

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.