Reportagens

Fogo na Floresta Nacional do Jamanxin

Uma das áreas símbolo do ordenamento territorial da Amazônia, Jamanxim, na beira da BR-163 está queimando há pelo menos 2 meses. Mapa interativo mostra fogo em UCs do país.

Andreia Fanzeres ·
31 de agosto de 2008 · 13 anos atrás

A Floresta Nacional de Jamanxim, uma das unidades de conservação mais desmatadas de toda a Amazônia, também registrou focos de calor. De acordo com a Nota PREVFOGO nº 163 de 29/08/2008 está ocorrendo incêndio no interior da FLONA. Os focos detectados na UC estão sendo repassados via e-mail para a Flona. Os técnicos da Unidade estão num curso de fiscalização Com mais de 1.3 milhões de hectares criados para barrar o desmatamento no eixo da BR-163 (Cuiabá-Santarém), a área já perdeu 9.200 hectares desde 2006. Abertura de estradas clandestinas, retirada ilegal de madeira e, claro, o fogo são os responsáveis pela destruição. O alerta do Prevfogo foi recebido pela equipe de apenas duas gestores do Instituto Chico Mendes responsáveis pela floresta nacional, que pouco podem fazer com parcos recursos e imensas distâncias em relação à unidade de conservação. De acordo com a chefe da Floresta Nacional do Jamanxim, Jully Brizolla, o alerta de focos de calor foi repassado para a divisão de fiscalização do Ibama, a fim de que fiscais em atuação na região possam verificar a extensão dos danos. Lotada em Santarém, a cerca de 230 quilômetros da unidade, diz que demoraria dois dias de viagem para chegar até lá, se pudesse. Segundo ela, existe a intenção de transferir a gestão da área para a cidade de Novo Progresso, mas ainda nenhuma previsão concreta. (Boletim Ibama e A.Fanzeres)

Veja mapa interativo de Fogo nas UCs.

  • Andreia Fanzeres

    Jornalista de ((o))eco de 2005 a 2011. Coordena o Programa de Direitos Indígenas, Política Indigenista e Informação à Sociedade da OPAN.

Leia também

Salada Verde
3 de dezembro de 2021

Paraná pretende reativar trecho brasileiro de trilha histórica que liga o Atlântico ao Pacífico

Chamada de Caminhos do Peabiru, trilha tem 1.550 no trecho paranaense, que vai de Paranaguá a Guaíra. Caminho era usado por incas e guaranis, antes da colonização

Notícias
3 de dezembro de 2021

Amapá vende terras públicas invadidas a R$ 46 o hectare

Estado possui mais de 2,5 milhões de hectares de áreas ainda não destinadas. Cerca de 50% deste total é classificado como de importância biológica extremamente alta

Reportagens
3 de dezembro de 2021

Novo Código de Mineração propõe aprovação automática de milhares de processos parados na ANM

Proposta pode afetar mais de 90 mil requerimentos que aguardam aprovações técnicas e ambientais; medida ainda interfere na criação de unidades de conservação e dificulta demarcação de terras indígenas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta