Salada Verde

Estudo descobre como nuvens de chuva se desenvolvem na Amazônia

Partículas de suspensão servem como núcleo para a formação das gotas, é o que afirma estudo. Descoberta foi feita graças à utilização de avião a jato, da Alemanha

Sabrina Rodrigues ·
25 de outubro de 2016 · 7 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Mistério sobre a formação de nuvens de chuva na Amazônia é desvendado. Foto: Henrique Castro/Flickr.
Mistério sobre a formação de nuvens de chuva na Amazônia é desvendado. Foto: Henrique Castro/Flickr.

Um estudo publicado pela revista Nature, nesta terça-feira (25), desvenda um mistério que durou 25 anos para os cientistas: como as nuvens de chuva na Amazônia se formam e se desenvolvem. “Para que as nuvens de chuva se formem, é preciso que existam partículas em suspensão – os aerossóis – que servem como núcleo para a formação das gotas”, afirma o físico Paulo Artaxo, do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP) e um dos autores da pesquisa. Artaxo diz que as partículas que permitem a formação das chuvas se formam na alta atmosfera, a cerca de 15 quilômetros do solo, e não onde ele e outros estudiosos pensavam. A descoberta só foi possível devido à utilização do avião científico a jato, de longo alcance, que atinge até 18 quilômetros de altitude e ao Green Ocean Amazon (GoAmazon), projeto internacional que mapeia as emissões urbanas na atmosfera da floresta.

 

Fonte original: Estadão

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
28 de fevereiro de 2024

A trajetória de um montanhista que decidiu lutar pela conservação

Ex-diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do INEA-RJ, André Ilha fala sobre visitação de UCs, política ambiental e como um esporte o despertou para o ativismo ambiental

Análises
28 de fevereiro de 2024

Restaurar e produzir é possível

Projeto conduzido pela SPVS, no território da Grande Reserva Mata Atlântica, busca estimular produção de frutas nativas da Mata Atlântica e ocupar espaços ainda vazios na paisagem do bioma

Reportagens
28 de fevereiro de 2024

Uma ponte sul-americana para o tráfico internacional de animais

Repetidos crimes com espécies brasileiras em risco de extinção convergem ao Suriname, palco de conturbada história política

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 4

  1. Renan diz:

    Amazonia que não é mais do Brasil, triste realidade.


  2. umbrios27 diz:

    Faltou um link para o estudo, mesmo que seja apenas para o resumo e paywall.


    1. umbrios27 diz:

      Obrigada pela resposta.:)


  3. Beatriz diz:

    O que foi falado na enquete não foi satisfatório para mim. Não me responde a pergunta que está no título.