Notícias

Acredite se quiser

Cientistas americanos e canadenses revelaram que o salmão criado em currais marinhos à base de ração tem alta concentração de substâncias cancerígenas. Dizem que quem consome mais de 200 gramas por mês do peixe está correndo grave risco de saúde. O salmão de criação, alimentado com farinha e azeite de peixe, apresenta uma taxa de toxicidade superior à do salmão selvagem, que pode ser consumido com freqüência 8 vezes maior. Nos restaurantes, a maioria dos salmões vem de criadouros. As análises demonstraram que o salmão de criadouros europeus está mais contaminado do que o procedente das Américas do Norte e do Sul. No Brasil, o salmão vem do Chile.

Redação ((o))eco ·
2 de setembro de 2004 · 20 anos atrás

Leia também

Notícias
17 de junho de 2024

Imagens mostram comboio do Exército ao lado de incêndio no Itatiaia

Câmera do parque nacional mostra momento em que veículos militares aparecem ao lado de foco de incêndio, ainda em estágio inicial. Dois dias depois, fogo já consumiu 160 hectares

Salada Verde
14 de junho de 2024

Palmeiras chama atenção para o desmatamento ilegal em partida do Brasileirão

Em ação com sua fornecedora de material esportivo, o clube jogou sua última partida com dois modelos de camisa: no primeiro tempo, mais verde; no segundo, espaços em branco

Salada Verde
14 de junho de 2024

Filhote de onça-pintada é registrado no Parque Nacional do Iguaçu

Novo filhote, batizado de Yasú, que significa "amor", em Tupi, tem pouco mais de um ano de vida

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.