Notícias

Mudanças climáticas e saúde

Novo relatório da Organização Mundial da Saúde avalia que os impactos de alterações no sistema climático global são, no mínimo, preocupantes.

Redação ((o))eco ·
12 de janeiro de 2010 · 12 anos atrás

Novo relatório da Organização Mundial da Saúde, lançado no dia 10 de janeiro,  avalia que os impactos de alterações no sistema climático global são, no mínimo, preocupantes. De acordo com o documento de 36 páginas (veja link abaixo),  “um mundo com um clima mais quente e variável deve levar a maior concentração de poluentes nas cidades e aumentar a transmissão de doenças através da água”. Nos cálculos da organização, já nos dias de hoje, 1,2  milhão de pessoas morrem todos os anos por doenças causadas por poluição do ar. Outras 2,2 milhões são vítimas de diarréias originadas na má qualidade da água que bebem. 

Apesar do tom sombrio dos parágrafos de abertura, o tom geral do relatório é positivo. A principal mensagem é de que com políticas de redução de emissões de gases de efeito estufa é possível ter impactos positivos sobre a saúde humana. Por exemplo, medidas de eficiência no uso de energia no transporte acabam por cortar os níveis de poluição do ar, beneficiando as populações urbanas.

Para ler o relatório completo “Mudanças climáticas e saúde humana”, clique aqui ( em inglês)

Leia também

Reportagens
27 de maio de 2022

Um caminho (e um sonho) para unir a América

A construção de uma trilha pan-americana que conecte caminhos do Alasca à Patagônia parece um sonho distante, mas já há sonhadores dispostos a montar esse quebra-cabeça

Notícias
27 de maio de 2022

São Paulo registra duas décadas de poluição do ar acima do recomendado pela OMS

Em alguns pontos da cidade, concentração de poluentes foi quatro vezes maior do que o indicado, mostra estudo. Poluição mata 7 milhões de pessoas por ano no mundo

Notícias
26 de maio de 2022

Conexão de trilhas e pessoas embala 1º Congresso Brasileiro de Trilhas

Evento que começou nesta quarta (25) e se estende até domingo, em Goiânia, conta com mais de 1.500 inscritos para discutir e fomentar a implementação de trilhas no Brasil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta