Notícias

Curió: um pássaro bem afinado

Famoso pelo canto poderoso, o homenageado por ((o))eco esta semana é o curió (Sporophila angolensis), um pássaro exclusivo das Américas. Foto: Dario Sanches

Duda Menegassi ·
7 de dezembro de 2012 · 9 anos atrás
Esta semana o homenageado do ((o))eco é o curió (Sporophila angolensis), um pássaro exclusivo das Américas, apesar do que indica erroneamente o nome científico. Encontra-se em todo o território nacional e em quase todos os outros países da América do Sul, com exceção do Uruguai e do Chile. Sua ampla distribuição não reflete sua condição atual. O curió está ameaçado de extinção em alguns estados, como Minas Gerais. Isso porque essa pequena ave, de cerca de 15 cm, tem um maravilhoso canto. Suas habilidades musicais fizeram dele o pássaro com mais criadores registrados junto ao IBAMA. Infelizmente, nem todos se dignam a atuar dentro da legalidade e o curió é também a ave mais apreendida no tráfico de animais silvestres.

Sua alimentação é composta por insetos e sementes. É uma espécie que gosta de viver sozinha ou aos pares: na época de acasalamento, que vai do final do inverno até o fim do verão, é natural encontrar o curió acompanhado. Põe 2 ovos que demoram aproximadamente 13 dias para eclodir. Quando nascem, os filhotes ficam cerca de um mês no ninho, sob cuidado dos pais, até estarem prontos para ganhar o mundo com suas asas e sua voz. Foto: Dario Sanches

 

 

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
2 de dezembro de 2021

Lideranças indígenas do Pará cedem à pressão de invasores e aceitam reduzir seu território pela metade

Caciques da TI Apyterewa disseram ao STF que, em “acordo” feito com invasores, aceitam redução de 392 mil hectares de suas terras

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta