Notícias

Criação de parque de 10 mil hectares é tema de consulta pública no Ceará

A proposta de criação do Parque Estadual das Águas tem como objetivo assegurar a proteção de açudes que abastecem mais de 3,3 milhões de pessoas

Duda Menegassi ·
12 de janeiro de 2022

O governo do Ceará abriu para consulta pública a proposta de criação do Parque Estadual das Águas, que abrange uma área de 10,5 mil hectares nos municípios de Aquiraz, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Pacajus e Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza. A unidade de conservação ajudará a proteger o sistema hídrico Pacoti-Riachão-Gavião, açudes que abastecem mais de 3,3 milhões de pessoas na cidade de Fortaleza e parte da região metropolitana. O objetivo é garantir um “cinturão verde no entorno dos açudes”. 

A proposta para criação do Parque Estadual das Águas e a delimitação da sua zona de amortecimento – uma faixa de cerca de 8 mil hectares que circundará a área protegida com regras específicas de proteção –, foram baseadas em diagnóstico socioambiental e fundiário realizado ao longo de 2021 pelo governo do Ceará. A unidade de conservação também ajudará a proteger a Caatinga cearense. Os estudos serão apresentados durante as consultas públicas.

No local já foram identificadas mais de 200 espécies de fauna, entre elas o gato-mourisco (Herpailurus yagouaroundi) e o gato-do-mato-pequeno (Leopardus emiliae). A implementação do parque também garantirá a proteção de 24 espécies endêmicas da Caatinga.

De acordo com a justificativa da proposta, além de proteger os açudes e a qualidade de água, a criação do parque também ajudará a preservar seis pequenos morretes e promover a conexão com outras unidades de conservação, como a Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra de Baturité, a APA da Serra da Aratanha, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Chanceler Edson Queiroz; e integrará o Corredor Ecológico do Rio Pacoti. No entorno também estão a Terra Indígena Pitaguary e a Terra Quilombola Alto Alegre.

As consultas públicas serão realizadas nos municípios de Horizonte, Itaitinga e Pacatuba, nos dias 25, 27 e 28 de janeiro, respectivamente (mais informações abaixo). Durante os eventos, serão apresentados os estudos e limites propostos para a criação do Parque Estadual das Águas e depois será aberta uma discussão entre os presentes para fazerem suas considerações. Questionamentos, dúvidas e sugestões também poderão ser enviados por e-mail para [email protected] entre os dias 28 de janeiro e 28 de fevereiro, através de formulário eletrônico que será disponibilizado nos sites da Secretaria de Meio Ambiente (Sema) e da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Agenda das consultas públicas:

Horizonte: no Salão Paroquial São João Batista, à Rua Zacarias da Mata, 60 – Centro, no dia 25/01/2022, das 9 h às 12 h;

Itaitinga: na EEEP Professor Francisco Aristóteles de Sousa, à Rua Boa Esperança s/n – Ponta da Serra, no dia 27/01/2022, das 9 h às 12 h;

Pacatuba: no Balneário Bica das Andréas, à Rua Carlos da Costa Carmo, 493 – Centro, no dia 28/01/2022, das 9 h às 12 h.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Reportagens
21 de outubro de 2021

Superintendente dá aval para obras que ameaçam habitat de peixe das nuvens cearense

Duplicação de rodovia no litoral do Ceará foi embargada pelo Ibama em janeiro para proteger espécie de peixe das nuvens ameaçada. Com desembargo, pesquisadores temem pela destruição do habitat já restrito da espécie

Salada Verde
17 de maio de 2021

Ex-Coordenador jurídico do PSL assume superintendência do Ibama no Ceará

A nomeação de Luiz Cesar Barbosa, advogado com atuação junto ao PSL, partido da base de apoio de Bolsonaro, reforça barganha política em cargos de chefia do Ibama

Notícias
1 de março de 2021

Ceará realiza inventário estadual de fauna, com registro de mais de 1.200 animais

O levantamento pioneiro feito pelo estado catalogou 1.287 espécies de vertebrados que ocorrem no território continental e marinho do Ceará, e servirá como ponto de partida para elaboração de lista de fauna ameaçada

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta