Reportagens

Discursos bonitos

Esta quarta foi o dia dos discursos bonitos. Na abertura do segmento de ministros da 13ª Conferência da Conveção das Nações Unidas sobre Mudanças...

Gustavo Faleiros ·
12 de dezembro de 2007 · 16 anos atrás

Esta quarta foi o dia dos discursos bonitos. Na abertura do segmento de ministros da 13ª Conferência da Conveção das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, o presidente da ONU Ban Ki-moon disse que depois do relatório do IPCC o “tempo de dúvidas está terminado.” Já o secretário-executivo da Convenção do Clima, Yvo de Boer, se saiu com essa. “Governantes, vocês não podem sair daqui sem respostas para aqueles que os colocaram aqui.”

Mas a vedete foi o primeiro-ministro recém eleito da Austrália, Kevin Rudd. Antes de entrar na plenária, posou para fotos assinando o Protocolo de Quioto. Depois, quando foi apresentado recebeu um aplauso de pelo menos um minuto. Em seu discurso, afirmou que seu governo já começará a tomar providências para reduzir as emissões de gases estufa em 60% até o ano de 2050. Para isso, prometeu já em 2010 criar um esquema de comércio de créditos de carbono dentro da Austrália. “Não há plano B, não temos outro planeta para escapar”, alertou Rudd.

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Notícias
23 de fevereiro de 2024

MPF no Acre arquiva denúncia da CPI das ONGs contra servidores do ICMBio

Servidores do órgão foram acusados de abusos contra moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre; para procurador, acusações são “genéricas e sem fato concreto”

Notícias
23 de fevereiro de 2024

Antas “avisam” pesquisadores sobre contaminação humana por agrotóxicos no MS

Além de agrotóxicos como glifosato, moradores do sudeste do estado também apresentaram altos índices de metais no corpo. Antas atuaram como sentinelas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.