Reportagens

Lista de primatas ameaçados

Sai nova lista dos 25 primatas mais ameaçados do planeta. Espécies encontradas no Brasil deixam ranking graças a esforços de conservação. Veja fotos e ilustrações.

Redação ((o))eco ·
19 de fevereiro de 2010 · 12 anos atrás

Um relatório publicado por 85 pesquisadores listou as 25 espécies de primatas mais ameaçadas do planeta entre 2008 e 2010. O trabalho é assinado por especialistas da União Mundial para a Natureza (IUCN, em inglês), da Sociedade Internacional de Primatologia (IPS), em colaboração com a Conservação Internacional (CI). Entre as principais pressões à sobrevivência dos primatas, figuram a perda de habitat, comércio ilegal e caça comercial.

Um dos casos mais críticos é do langur-de-cabeça-dourada, com algo entre 60 e 70 indivíduos remanescentes, encontrados no Vietnã. Também acredita-se haver menos de cem espécimes do Lemur-desportista-do-norte (Lepilemur septentrionalis) em Madagáscar. A avaliação concluiu que entre os grupos de vertebrados, os primatas são o grupo mais ameaçado.

Nenhuma espécie brasileira foi incluída na lista, mas isso não significa que muitos primatas encontradas por aqui estejam totalmente fora de risco. O mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus) e o mico-leão-dourado (Leontopithecus rosalia), que estavam na lista entre 2004 e 2006, só deixaram o ranking graças a trabalhos sérios de mais de 30 anos na recuperação dessas espécies, mas ainda requerem muito cuidado e proteção.

Confira a lista das 25 espécies de primatas mais ameaçados do planeta.

 
Madagascar
Lêmur-gentil (Prolemur simus)
Lêmur-da-cabeça-cinza (Eulemur cinereiceps)
Lêmur-preto-de-olho-azul (Eulemur flavifrons)
Lêmur-desportista-do-norte (Lepilemur septentrionalis)
Sifaka-sedoso (Propithecus candidus)

África
Galago-anão-de-Rondo (Galagoides rondoensis)
Mono roloway (Cercopithecus diana roloway)
Colobo-vermelho-do-rio-Tana (Procolobus rufomitratus)
Colobo-vermelho- do- Delta-do-Niger (Procolobus epieni)
Kipunji (Rungwecebus kipunji)
Gorila do Rio Cruz (Gorilla gorilla diehli)

Ásia
Társio-da-ilha-Siau (Tarsius tumpara)
Lóris-lento-de-Java (Nycticebus javanicus)
Langur-da-cauda-de-porco (Simias concolor)
Langur-de-Delacour (Trachypithecus delacouri)
Langur-de-cabeça-dourada (Trachypithecus p. poliocephalus)
Langur-de-cara-roxo do oeste (Trachypithecus (Semnopithecus) vetulus nestor)
Langur-de-cabeça-cinza (Pygathrix cinerea)
Langur-de-nariz-arrebitado-de-Tonkin (Rhinopithecus avunculus)
Gibão-de-crista-negra do leste (Nomascus nasutus)
Gibão-Hoolock-do-oeste (Hoolock hoolock)
Orangontango-de-Sumatra (Pongo abelii)

América do Sul e Central
Saguim-de-cabeça-de-algodão (Saguinus oedipus)
Macaco-aranha ou Coatá (Ateles hybridus)
Macaco-barrigudo-da-cauda-amarela (Oreonax flavicauda)
 

Veja ilustrações, clique na foto para ver galeria

Leia também

Notícias
23 de maio de 2022

Projeto militar para Amazônia quer fim de restrições em áreas de interesse do agro e da mineração

Chamado de “Projeto de Nação”, plano foi anunciado na última semana por três institutos militares. Proposta para Amazônia repete o “ocupar e integrar” dos anos 1970

Colunas
23 de maio de 2022

Todo dia é “Dia do Fogo” na Amazônia

É preciso parar o desmatamento e restaurar a biodiversidade perdida com queimadas e abertura de novas fronteiras agrícolas

Reportagens
23 de maio de 2022

Governo não fechou 645 lixões, como afirma Bolsonaro

Cruzamento de dados oficiais e consulta direta a prefeituras mostram ser falso principal anúncio da “agenda ambiental urbana” do governo

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta