Reportagens

O negócio da conservação

Duas ferramentas acabam de ser lançadas para orientar empresariado quanto à adoção de políticas corporativas mais importantes para conservação.

Thiago Camara ·
25 de outubro de 2010 · 11 anos atrás

Em mais um dia da Convenção da ONU sobre a Biodiversidade, no Japão, a tecnologia se apresenta como principal aliada da conservação. Duas ferramentas recém lançadas pretendem ser fonte de consulta para empresários, governos e órgãos ambientais.

O Sistema Integrado de Avaliação da Biodiversidade (IBAT) para o negócio é uma ferramenta que fornece dados sobre os biomas de diversas áreas do planeta. Mas não é um conteúdo qualquer. Locais de alta prioridade para a conservação e áreas essenciais da biodiversidade estão entre as informações do site para que os empresários saibam como adotar e implementar políticas corporativas visando um melhor sistema de gestão ambiental. Quem quiser ter acesso a esses dados precisa se cadastrar no site.

Esta grande quantidade de registros só foi possível pela parceria entre o IBAT e organismos da ONU e da UNESCO e também com o Banco de Dados Mundial de Áreas Protegidas (WDPA). Só que não pára por aí. Com ligação direta com IBAT, o site A a Z, Áreas de importância para a biodiversidade, também reúne informações preciosas. O catálogo traz de forma organizada o histórico de áreas protegidas em todo o mundo, quais são elas e ainda a relevância para os negócios de cada área. Não é necessária inscrição no site para começar a pesquisa.

Mais uma vez a tecnologia assume a função de facilitar a nossa vida para a preocupação com o meio ambiente. Se a funcionalidade destas ferramentas vai ficar só no ambiente digital já é outra história. Até o dia 29 de outubro esforços estão sendo feitos para que a Convenção da ONU sobre a biodiversidade faça deste ano de 2010 um marco ou, pelo menos, um pontapé inicial para dias de mais consciência e cuidado com ambiente que nos cerca. (Thiago Camara)

Leia também

Notícias
21 de janeiro de 2022

Em discurso de pré-candidatura, Ciro Gomes defende economia de baixo carbono

Durante a Convenção Nacional do PDT, o pré-candidato diz que a pauta ambiental é um instrumento de proteção dos ecossistemas e uma oportunidade de investimento

Análises
21 de janeiro de 2022

O Agro quer seguro rural, mas precisa mesmo é do Código Florestal

Sem cumprir as leis ambientais e sofrendo com mudanças climáticas, lideranças do Agro se mobilizam para ampliar o seguro rural com dinheiro público. Rios e florestas seguem em agonia. Moro já aderiu

Reportagens
21 de janeiro de 2022

Brasil registra recorde de extremos de chuva no início do verão

Entre 1º e 31 de dezembro de 2021, a equipe técnica do Cemaden emitiu 516 alertas de risco de desastres, como deslizamentos, inundações e enxurradas, para os 1.058 municípios monitorados

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta