Salada Verde

Antas resgatadas vão para Santuário em Mato Grosso

Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso envia duas antas para o Santuário de Elefantes, em Chapada dos Guimarães, para reabilitação

Sabrina Rodrigues ·
23 de novembro de 2017 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Antas resgatadas foram encaminhadas para o Santuário de Elefantes em Chapada dos Guimarães (Foto: Sema-MT)
Antas resgatadas foram encaminhadas para o Santuário de Elefantes em Chapada dos Guimarães (Foto: Sema-MT)

 

Na terça-feira (21/11), a Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema/MT) encaminhou duas antas (Tapirus terrestris) para o Santuário de Elefantes, localizado na Chapada dos Guimarães. Segundo assessoria de comunicação da Sema, no Santuário, os animais passarão por um processo de reabilitação para ter sua aclimatação no habitat natural avaliada.

A coordenadora de Fauna e Recursos Pesqueiros da Sema-MT, Danny Moraes, afirma que esse acompanhamento será feito porque a soltura não pode ocorrer de maneira abrupta, pois sem um preparo a anta pode se tornar presa fácil para outros animais. “Nós priorizamos a soltura no bioma original do animal”, explica a coordenadora.

Em setembro deste ano, duas antas fêmeas (um filhote de quatro meses e outra juvenil) foram resgatadas pelo Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental (BPMPA). Uma anta foi encontrada numa área urbana do município de Querência, que fica a 945 km de Cuiabá, e a outra, em Chapada dos Guimarães. As antas estavam sem ferimento no momento em que foram encontradas pelo Batalhão.

A Tapirus terrestris ou anta-brasileira é o maior mamífero terrestre do Brasil e o segundo da América do Sul, podendo alcançar um peso de até 300 kg e 242 cm de comprimento. Também conhecida como Tapir, esse animal consta como vulnerável na Lista Vermelha da IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais), ou seja, enfrenta um risco de extinção na natureza em um futuro próximo, a menos que as circunstâncias que ameaçam a sua sobrevivência e reprodução melhorem.

*Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema/MT).

A Tapirus terrestris ou anta-brasileira é o maior mamífero terrestre do Brasil e o segundo da América do Sul. Foto: Sema-MT
A Tapirus terrestris ou anta-brasileira é o maior mamífero terrestre do Brasil e o segundo da América do Sul. Foto: Sema-MT

 

Leia Também

Uma nova espécie de anta é descoberta na Amazônia

A anta que virou banquete no Parque do Iguaçu

As antas também amam

 

 

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Reportagens
15 de julho de 2005

As antas também amam

Quase extinto no Rio Grande do Sul, o maior mamífero terrestre da América do Sul ganha uma ajudinha para se reproduzir e repovoar terras que levam seu nome.

Análises
16 de dezembro de 2013

A anta que virou banquete no Parque do Iguaçu

Descobrimos que uma onça abateu o animal, e nos preparamos para documentar a refeição. Mas trabalhar em um Parque Nacional é se surpreender.

Notícias
17 de dezembro de 2013

Uma nova espécie de anta é descoberta na Amazônia

Estudos levaram a descoberta de uma espécie de tapir ainda desconhecida pela ciência, mas que já era identificada por ribeirinhos e índios.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta