Salada Verde

Consumidores aceitam medidas para reduzir consumo de carne em prol do bem-estar animal

Na Alemanha, bem-estar animal é um determinante mais forte do apoio público à tributação da carne do que a mitigação das mudanças climáticas, mostra estudo

Daniele Bragança ·
12 de abril de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Os consumidores são mais propensos a aceitar taxação sobre o consumo de carne se o dinheiro arrecadado for usado para melhorar o bem-estar animal. É o que conclui uma pesquisa publicada na revista Nature Food, que analisou uma proposta de criação de imposto sobre a carne na Alemanha. Os pesquisadores analisaram a aceitação da proposta usando duas campanhas, uma focada na mitigação de mudanças climáticas na agropecuária e outra no investimento de melhoria na qualidade de vida animal. A segunda proposta teve mais apoio.

Os pesquisadores especulam que o apoio se deve ao fato de que a melhoria na vida animal é mais tangível para os consumidores do que investimentos em reduções de emissões. A pesquisa foi realizada através de questionário online e ouviu mais de 2.800 consumidores alemães. 

“Embora a introdução da tributação da carne permaneça politicamente desafiadora, nossos resultados ressaltam a necessidade de os formuladores de políticas comunicarem claramente as razões subjacentes ao imposto e seu efeito comportamental pretendido”, dizem os pesquisadores. 

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Análises
28 de janeiro de 2018

O Cerrado está na mesa

Hoje, quase metade do Cerrado já foi convertido em agricultura e pasto. O Brasil é o maior produtor de carne de boi do mundo, e o Cerrado concentra 55% dessa produção

Reportagens
9 de março de 2023

Gigantes da carne ainda negam transparência sobre indiretos, mesmo após firmarem compromissos

Empresas não autorizaram a publicação dos resultados individuais na ferramenta Radar Verde, que insere fornecedores indiretos na equação. Setor alega discordância na metodologia

Notícias
1 de fevereiro de 2023

Carne é responsável por 86% da pegada de carbono na dieta dos brasileiros

Pesquisa estima que consumo de carne também responda por 77% da poluição de corpos d'água associada à produção de alimentos e por 26% do uso da água

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 1

  1. Valdinei diz:

    Sou extremamente a favor de um Brasil cujas grandes decisões sejam tomadas em Brasília, democraticamente, para o benefício do povo brasileiro, e não em Pequim, Genebra ou Nova York, para agradar ao Jamil Chade e à elite política globalista e sino-dependente.( não existe crise climática; o governo e a mídia estão ligados a corrupção o Narcotráfico; isso é um Tremendo absurdo e o projeto Globalista de destruição da idade do ser humano. Defender o bem estar dos animais é dever de todos. Agora Defende uma pauta como o ser humano fosse menos relevante de um animal irracional