Salada Verde

Justiça paralisa projeto eólico que ameaça aves raras no sertão baiano

Empreendimento em área da arara-azul-de-lear foi autorizado pelo estado com falhas no estudo de impactos e nas audiências públicas

Aldem Bourscheit ·
19 de abril de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

A Justiça Federal suspendeu a licença do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia (Inema) a usinas de energia eólica da francesa Voltalia, em Canudos – a 400 km da capital Salvador –, que ameaçavam a vida de grupos da arara-azul-de-lear (Anodorhynchus leari).

O complexo coincide com moradas e rotas de voo da espécie, que corre risco de extinção, o que pode eliminar aves por choques elétricos ou trombadas com as grandes hélices dos geradores.

Conforme a decisão, publicada no último dia 13, o empreendimento está paralisado até “que seja apresentado e aprovado o competente EIA/RIMA [Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental, inclusive com realização de audiência pública”.

A decisão judicial foi baseada em denúncias de ONGs e de povos tradicionais da Caatinga sobre os impactos socioambientais do empreendimento, acolhidas pelo Ministério Público Federal (MPF).

O despacho trata o episódio como um “crime ambiental de caráter transnacional” e afirma que há “interesse federal na tutela de interesses transindividuais envolvendo animais ameaçados de extinção”.

  • Aldem Bourscheit

    Jornalista cobrindo histórias sobre Conservação da Natureza, Crimes contra a Vida Selvagem, Ciência, Comunidades Indígenas e ...

Leia também

Reportagens
11 de outubro de 2022

Choque fatal: a ameaça da rede elétrica para a arara-azul-de-lear

Em média três araras morrem todo mês vítimas de choques elétricos em postes que atravessam sua área de ocorrência, restrita ao sertão baiano

Salada Verde
19 de dezembro de 2022

Empresa denunciada às Nações Unidas por ameaçar aves e comunidades na Caatinga

Projetos da francesa Voltalia para geração de energia eólica estão na mira de ONGs brasileiras e internacionais

Reportagens
8 de agosto de 2022

Empresa que disse cancelar usina próxima à área da ararinha-azul mantém estudos para licenciamentos

O levantamento para um parque eólico e a autorização para uma usina fotovoltaica ainda constam em sistema de órgão ambiental baiano

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.