Salada Verde

Os tons de verde da transição

Meandros da geopolítica, BNDES promete economia de baixo carbono no Brasil enquanto pode financiar gasoduto de xisto na Argentina

Aldem Bourscheit ·
14 de fevereiro de 2023 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Em seu discurso de posse como presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Aloizio Mercadante destacou que o banco irá apoiar a “transição justa para a economia de baixo carbono, bem como promover a inclusão produtiva e a reurbanização inteligente”.

Ressaltou que “nosso planeta não tem chance de sobreviver e de prosperar se o sistema econômico e financeiro não mudar radicalmente para enfrentar a emergência climática e social. Estamos muito perto de uma catástrofe ambiental sem retorno e a tragédia social está em toda parte”.

“Precisamos enterrar de vez o obtuso negacionismo climático que nos tornou o grande vilão ambiental do planeta”, destacou o economista. Tais promessas foram endossadas por Alexandre Abreu e Natália Dias, respectivamente diretor Financeiro e diretora de Mercado de Capitais do BNDES.

Todavia, os ditos puseram mais pulgas atrás das orelhas de ambientalistas, pois o BNDES pode financiar com R$ 3,6 bilhões um megaduto para gás de xisto na Argentina. A obra reduziria a dependência do Brasil do gás boliviano, mas especialistas questionam os custos e a oferta real do combustível.

Fonte de conflitos com indígenas mapuche no país vizinho, o xisto é extraído com o rompimento de rochas em grande profundidade. O processo e a queima do gás têm alto impacto climático e ambiental e, por isso, já foram banidos em vários países no mundo, como da União Europeia.

  • Aldem Bourscheit

    Jornalista cobrindo histórias sobre Conservação da Natureza, Crimes contra a Vida Selvagem, Ciência, Comunidades Indígenas e ...

Leia também

Notícias
8 de fevereiro de 2023

Não existirá futuro sem preservar a Amazônia, diz Mercadante ao assumir controle do Fundo Amazônia

Petista diz que uma das prioridades do fundo será reestabelecer o combate ao desmatamento e o apoio às comunidades mais vulneráveis

Notícias
4 de janeiro de 2023

Aportes do Fundo Amazônia vão exigir renegociação entre governo e BNDES

Projetos importantes, como combate ao desmatamento e queimadas, já perderam vigência e não foram renovados por Bolsonaro. Mecanismo foi retomado ontem (3)

Salada Verde
26 de janeiro de 2023

Ambientalistas se posicionam contra o Brasil financiar gasoduto argentino

Em carta enviada às autoridades brasileiras, entidades ambientalistas lembram dos riscos socioambientais envolvendo o empreendimento que poderia receber apoio do BNDES

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 1

  1. Vanessa diz:

    Gasoduto na Argentina, confia!