Salada Verde

Seis guardas-parques foram mortos em emboscada no Parque Nacional de Virunga

Ataque ocorreu na manhã de domingo (10), durante patrulha dentro da área protegida. Um sétimo guarda foi baleado, mas sobreviveu. Parque protege uma das últimas populações de gorilas-da-montanha

Daniele Bragança ·
11 de janeiro de 2021 · 3 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Na manhã deste domingo (10), um ataque sangrento resultou na morte de seis guardas-parques do Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo. A unidade de conservação é um santuário que protege uma das últimas populações de gorilas-da-montanha na natureza. O ataque ocorreu por volta das 07h30 da manhã, enquanto os guardas faziam uma patrulha a pé, próximo da fronteira do parque.

Os agentes mortos tinham entre 25 e 30 anos. Um sétimo guarda foi baleado, mas sobreviveu ao ataque. “Investigações preliminares indicam que os Rangers [guardas-parques] foram pegos de surpresa e não tiveram oportunidade de se defender, e que os responsáveis pelo ataque são grupos Mai-Mai [grupo de milícia] locais”, dizem as autoridades do parque, em comunicado.

Ataques sangrentos são comuns no parque, vitimados por milícias em busca de recursos, contrabando e caça. O termo Mai-mai é um guarda-chuva para todo tipo de milícia ativa na República Democrática do Congo (RDC), formada originalmente para defender o território local contra outros grupos armados. Sequestros de turistas e ataques em Virunga já foram atribuídos aos Mai-Mai.

“O Parque Nacional de Virunga lamenta profundamente a trágica perda de vidas dos seus guardas-parques, que trabalham incansavelmente e com dedicação para proteger o Parque e as comunidades vizinhas da tirania dos grupos armados. Seu sacrifício não será esquecido nem em vão”.

Desde a criação do parque, em 1925, 200 guardas-parques já foram assassinados em serviço. (Daniele Bragança)

 

 

Leia Também 

Doze guarda-parques são mortos em episódio sangrento no Parque Nacional de Virunga

 

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Reportagens
30 de abril de 2020

Doze guarda-parques são mortos em episódio sangrento no Parque Nacional de Virunga

Parque localizado na República Democrática do Congo está na zona de domínio de milícias e confrontos armados. Desde 2006, mais de 150 guarda-parques foram mortos

Reportagens
15 de abril de 2024

Destruição do Cerrado emperra mega corredor da onça-pintada

É inadiável ampliar unidades de conservação e melhor alocar a vegetação legalmente protegida para salvar espécies nativas

Salada Verde
15 de abril de 2024

Cachorros-vinagres são fotografados no maior parque federal do país

Ameaçada de extinção, espécie foi registrada pela primeira vez no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, no Amapá, através de armadilhas fotográficas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 3

  1. Neuza diz:

    De novo? Achei que fosse uma matéria antiga sendo relembrada 😥😥😥😥


  2. Reuber diz:

    Esses são os grandes heróis dos parques nacionais ao redor do mundo. Força às famílias.


  3. Paulo diz:

    Gratidão aos serviços prestados aos guardas parques.
    E agora, o governo federal coloca o exercito nacional atrás destes terroristas. Simples assim.