Notícias

O sorridente Jacaré-do-pantanal

O jacaré-do-pantanal já esteve quase extinto e foi salvo graças a uma eficiente campanha de preservação. Foto: Manoel Francisco Brito

Duda Menegassi ·
25 de maio de 2012 · 12 anos atrás
A foto do dia que ((o))eco traz hoje, ilustra o jacaré-do-pantanal (Caiman crocodilos yacare), réptil que costuma medir de dois a três metros na sua fase adulta e que, por seus dentes afiados e numerosos, recebeu o apelido de jacaré-piranha. Com a dica no próprio nome, o jacaré-do-pantanal é uma espécie comumente encontrada no Pantanal, mas também ocorre no sul da Bolívia e Paraguai. Seu habitat são áreas como rios, baías ou lagoas, buscando sempre água, em lugares atingidos pela seca, se enterram no barro, esperando pela volta da época das chuvas. Quando a estação das chuvas chega e vários ambientes são alagados, os jacarés se dispersam por um grande perímetro. Sua boca de dentes afiados se alimenta de peixes, moluscos, crustáceos e vertebrados maiores, como capivaras. A fêmea do jacaré-do-pantanal faz seus ninhos em vegetações próximas a rios e põe de 20 a 30 ovos. O período de incubação é de cerca de 70 dias e os ovos são protegidos pela mãe. Essa espécie hoje é classificada como Segura ou Pouco Preocupante (LC), em relação à ameaça de extinção, pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN), mas é preciso ficar de olho, o jacaré-do-pantanal já esteve quase extinto e foi salvo graças a uma eficiente campanha de preservação. Foto: Manoel Francisco Brito


Leia também

Paraíso de água
  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Salada Verde
19 de abril de 2024

Lagoa Misteriosa vira RPPN em Mato Grosso do Sul

ICMBio oficializou a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural Lagoa Misteriosa, destino turístico em Jardim, Mato Grosso do Sul

Salada Verde
19 de abril de 2024

Museu da UFMT lança cartilha sobre aves em português e em xavante

A cartilha Aves do MuHna, do Museu de História Natural do Araguaia, retrata 10 aves de importância cultural para os xavante; lançamento foi em escola de Barra do Garças (MT)

Salada Verde
19 de abril de 2024

ICMBio abre consulta pública para criação de refúgio para sauim-de-coleira

Criação da unidade de conservação próxima a Manaus é considerada fundamental para assegurar o futuro da espécie, que vive apenas numa pequena porção do Amazonas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.