Notícias

Visitação em UCs triplica em 5 anos, mas segue concentrada

Dados do ICMBio mostram que quase metade dos 5,6 mi de pessoas que visitaram as UCs em 2012 estiveram no Parque Nacional da Tijuca, no Rio.

Daniele Bragança ·
19 de setembro de 2013 · 11 anos atrás

Parque Nacional da Tijuca, onde está localizado o Corcovado, concentra 48% do número dos visitantes de Unidades de Conservação em 2012. Foto: Mathieu Marquer  /Flickr
Parque Nacional da Tijuca, onde está localizado o Corcovado, concentra 48% do número dos visitantes de Unidades de Conservação em 2012. Foto: Mathieu Marquer /Flickr

Dos 3 Parques Nacionais campeões em visitação no ano de 2012, dois estão localizados na Mata Atlântica. Trata-se dos Parques Nacionais da Tijuca, do Iguaçu e o de Brasília, o último localizado no Cerrado. Os três receberam, respectivamente, 48%, 29% e 6% das 5,6 milhões de visitações ocorridas em 2012 em Unidades de Conservação Federais administradas pelo Instituto Chico Mendes (ICMBio).

O Instituto Chico Mendes administra 69 Parques Nacionais, no entanto, apenas 18 são equipados para receber visitação. Os turistas visitam os que são mais conhecidos. O Parque Nacional da Tijuca tem no Corcovado um dos seus símbolos, monumento conhecido mundialmente. As cataratas do Parque Nacional do Iguaçu tem o título de patrimônio natural da humanidade outorgado pela Unesco. Não à toa, essas duas Unidades concentram 77% dos visitantes.

A concentração fica mais evidente quando se compara a visitação pelo bioma em que a Unidade de Conservação está inserido: 86% da visitação acontece em UCs localizadas na Mata Atlântica, sendo que apenas 0,06% dos visitantes visitaram UCs na Amazônia.

Embora a concentração da visitação ainda seja um problema, há um salto nos números de visitação em Unidades de Conservação, o que demostra a disponibilidade das pessoas de transformar os Parques em locais de passeio. Em 2006, antes da criação do Instituto e ainda sob responsabilidade do Ibama, as Unidades de Conservação receberam 1,9 milhão de visitantes. Passados 7 anos, esse número pulou para 5,6 milhões.

As visitações em Parques Nacionais correspondem a mais de 90% do total de visitação em Unidades de Conservação. Em 2006, 2009 e 2011, por exemplo, visitação em Parques Nacionais representaram 94,6%, 94,3% e 96,3% do total. Não poderia ser diferente, já que os Parques são uma categoria dentro do Sistema Nacional de Unidades de Conservação que tem no uso público uma de suas funções.

Veja nas tabelas abaixo:

Baixe as informações que embasaram esta datareportagem. Clique aqui para obter uma tabela em Excel com a evolução das visitações em UCs (dados de 2006 a 2012).

 

 

Leia Também
Precisamos de mais visitantes nas unidades de conservação
Explorando o uso público em unidade de conservação
Visite unidades de conservação sem sair de casa

 

 

 

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

Leia também

Salada Verde
22 de abril de 2024

Livro destaca iniciativas socioambientais na Mata Atlântica de São Paulo

A publicação traz resultados do Projeto Conexão Mata Atlântica em São Paulo, voltados para compatibilização de práticas agropecuárias com a conservação da natureza

Salada Verde
22 de abril de 2024

Barcarena (PA) é o primeiro município a trabalhar a cultura oceânica em 100% da rede pública de ensino

Programa Escola Azul incentiva instituições de ensino de todo o país a integrar a rede e implementar cultura oceânica nas escolas. Mais de 290 escolas de todo o Brasil participam do projeto

Reportagens
22 de abril de 2024

Um macaco sem floresta na capital do Amazonas

Símbolo de Manaus, o sauim-de-coleira corre risco de desaparecer da cidade amazônica, ameaçado pelo avanço da urbanização desordenada

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.