Notícias

Copa do Mundo das áreas protegidas: Croácia

Na Copa das áreas protegidas a Croácia faz jogo duro com o Brasil. Saiba mais sobre os Parque Nacionais do primeiro adversário da seleção.

Paulo André Vieira ·
11 de junho de 2014 · 8 anos atrás

Na Copa das áreas protegidas a Croácia faz jogo duro com o Brasil. Da Iugoslávia, terceiro lugar na Copa de 1930 e medalhista de ouro nas Olimpíadas de 1960, este país dos Balcãs herdou um dos mais bem organizados complexos de parques em toda a Europa. Hoje são ao todo 444 áreas protegidas, com 10% do território croata protegido por algum dos oito Parques Nacionais do país.

O camisa 10 desse time é o Plitvice Jezera, criado em 1949, e desde 1979 reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Com 29.685 hectares (aproximadamente do tamanho do Parque Nacional do Itatiaia), protege um conjunto de dezesseis lagos e lagunas interligados por magníficas cachoeiras encravadas em profundos canions de calcário, bem como a floresta primária que os circunda. A área do parque é o lar de uma grande variedade de espécies de animais, como o urso pardo (Ursus arctos), o lobo (Canis lupus), o lince (Lynx lynx), a águia-real (Aquila chrysaetos) e o melro-d’água (Cinclus cinclus). São ao todo 1267 espécies de plantas, sendo 75 endêmicas, além de 321 espécies de borboletas, 161 de pássaros, e 21 de morcegos.

Outro parque de destaque é o Paklenika, onde passagens de fauna foram construídas sobre a auto-estrada A1 que liga Zagreb, capital da Croácia, a Dubrovnik. Com largura suficiente para parecerem naturais a animais como o lobo e o urso, espécies em perigo de extinção, os passadiços têm dado resultado e estão sendo utilizados com frequência pela fauna selvagem.

Veja abaixo algumas das figurinhas carimbadas das unidades de conservação da Croácia.

Risnjak. Foto: Wikipédia
Risnjak. Foto: Wikipédia

Se você quiser torcer para o Brasil neste campeonato de áreas protegidas, acesse o WikiParques e conheça mais sobre as unidades de conservação de nosso país. O WikiParques é um site interativo dedicado aos cidadãos que querem compartilhar seus conhecimentos, explorar e debater sobre nossos Parques Nacionais e áreas protegidas. Colabore para proteger.

 

Leia também
Quem parte, reparte e fica com a melhor parte…

 

  • Paulo André Vieira

    Produtor Editorial formado pela UFRJ, atua em ((o))eco desde 2007 escrevendo sobre geojornalismo e cuidando da edição e gestão do site.

Leia também

Notícias
20 de janeiro de 2022

Espécie de jararaca descoberta na Caatinga revela história evolutiva até então desconhecida

A descoberta da espécie B. jabrensis trouxe também uma revelação surpreendente: uma nova linhagem evolutiva, até então desconhecida pela ciência, dentro do gênero jararacas

Notícias
20 de janeiro de 2022

“Essa tese de que vamos abrir a cerca para o gado passar não será predominante no meu governo”, diz Lula

Em entrevista coletiva, pré-candidato do PT à presidência falou em meio ambiente urbano, pesticidas e defendeu o legado de construção de grandes hidrelétricas na Amazônia

Análises
20 de janeiro de 2022

Além do plantio: incluindo pessoas na restauração florestal

Mais importante do que “apenas” plantar árvores, é necessário conciliar a conservação ambiental com produção sustentável através da integração de paisagens e pessoas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Flávia diz:

    Excelente artigo.. bem mais aprofundado do que tenho visto em outros canais que tocam no assunto de restauração. Obrigada, Veronica.