Notícias

Prefeitura inaugura maior unidade de conservação de Curitiba

A área ocupa 800 hectares entre Curitiba, Araucária e Fazenda Rio Grande. É a maior unidade de conservação integral da capital paranaense.  

Redação ((o))eco ·
30 de março de 2015 · 9 anos atrás

Parte da Unidade vista de cima. Foto: Jaelson Lucas/Ascom prefeitura de Curitiba.
Parte da Unidade vista de cima. Foto: Jaelson Lucas/Ascom prefeitura de Curitiba.

Em comemoração ao seu aniversário de 322 anos, no sábado, 28/3, Curitiba inaugurou o Refúgio de Vida Silvestre do Bugio, agora, a sua maior unidade de conservação de proteção integral, com 800 hectares, divididos também com os municípios de Araucária e Fazenda Rio Grande.

O evento de assinatura do decreto de criação do novo refúgio silvestre reuniu os três prefeitos envolvidos, além de deputados, vereadores, administradores regionais, lideranças da comunidade, organizações não governamentais e ambientalistas.

“Hoje nós podemos escolher o legado que queremos deixar para o futuro. Estamos deixando com responsabilidade para as próximas gerações a última grande área verde de Curitiba e garantindo o fornecimento de água para o futuro”, ressaltou Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba.

O Refúgio de Vida Silvestre do Bugio ganhou o nome por ser habitado por famílias deste primata (Alouatta guariba) que habitam as matas locais.

De acordo com a Prefeitura de Curitiba, além do Bugio, a nova área protegida abriga a maior floresta de araucária da cidade, protege 112 espécies de aves e 20 espécies de mamíferos.

O esforço para criá-la começou em 2013 e a área abarca propriedades públicas e privadas. Entretanto, a categoria Refúgio Silvestre não exige a desapropriação das 44 áreas particulares dentro da unidade, cujo objetivo é assegurar condições para a existência ou reprodução de espécies. O desafio é compatibilizar essa intenção com a utilização da terra e dos recursos naturais pelos proprietários locais, como determina a lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC).

Segundo Renato Lima, secretário municipal de meio ambiente, esta área protegida cria um corredor ecológico no sul do município de Curitiba e vai ajudar a preservar os recursos hídricos da cidade.

 

 

Leia Também
Em busca dos macacos perdidos
Blumenau: quanto mais desmatar, mais vai inundar
Refúgio Tatu-bola, nova e maior área protegida de Pernambuco

 

 

 

Leia também

Salada Verde
21 de fevereiro de 2024

Exposição de fotografias do Pantanal arrecada recursos para as Brigadas Pantaneiras

A mostra “Água Pantanal Fogo” reúne 80 imagens de Lalo de Almeida e Luciano Candisani . Seis das obras vão à venda para arrecadação de fundos

Reportagens
21 de fevereiro de 2024

Sem a Fundação Zoobotânica, RS completa 10 anos sem divulgar lista de espécies ameaçadas

Sob críticas de ambientalistas e sem interessados, governo do estado insiste na concessão privada das instituições que eram coordenadas pela FZB

Notícias
21 de fevereiro de 2024

MS: lei do Pantanal entra em cena com seca histórica do Rio Paraguai

Normativa restringe atividades produtivas e protege formações naturais buscando associar desenvolvimento e conservação

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.