Notícias

Câmara arquiva projeto que limitava tamanho da zona de amortecimento

Proposta limitava tamanho das faixas de proteção das áreas protegidas e dava seis meses para que as zonas já definidas se adequassem à nova regra.

Daniele Bragança ·
19 de janeiro de 2016 · 6 anos atrás
Projeto foi arquivado após Comissão de Meio Ambiente seguir voto de Sarney Filho (acima) pela rejeição. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.
Projeto foi arquivado após Comissão de Meio Ambiente seguir voto de Sarney Filho (acima) pela rejeição. Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados.

Um dos projetos de lei que modificava o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza foi arquivado no final do ano passado após ser rejeitado pela Comissão de Meio Ambiente. Trata-se do projeto de lei nº 1299/2015, do deputado Toninho Pinheiro (PP-MG), que pretendia reduzir as áreas de entorno das Unidades de Conservação do país, as chamadas zonas de amortecimentos.

A função das zonas de amortecimento é minimizar o impacto externo. Dentro dessas faixas, não é permitido a ocorrência de atividades danosas à unidade de conservação. Uma fábrica poluente, por exemplo, não poderia ser instalada dentro da faixa de proteção.

O projeto limitava o tamanho das zonas de amortecimento a uma faixa com o máximo de 2 km de extensão, contados a partir da fronteira da unidade de conservação. Atualmente, esta área é determinada caso a caso, conforme as características de cada unidade. O tamanho é definido pelo órgão gestor da UC: Instituto Chico Mendes, para unidades federais; secretarias de meio ambiente ou autarquias, no caso de unidades estaduais ou municipais.

A proposta também determinava que as zonas de amortecimento não poderiam situar-se dentro de zona urbana dos municípios, e torna obrigatória a ocorrência de consulta pública para a sua definição. As consultas também passariam a ser necessárias para a criação de corredores ecológicos. As zonas de amortecimento já existentes e consolidadas teriam um prazo de 6 meses para se adequar as novas regras, sob pena da sua anulação.

Voto separado

O arquivamento da matéria só foi possível porque a Comissão de Meio Ambiente votou pela rejeição do projeto de lei. Os parlamentares seguiram o voto separado do deputado Sarney Filho (PV-MA), que pediu pela rejeição.

Em sua justificativa, Sarney Filho afirmou que as modificações no projeto de lei não foram suficientes para melhorá-lo.

“Há casos em que dois mil metros são suficientes para garantir a integridade da UC. Em outros, há necessidade de uma área muito maior. É, assim, impossível a padronização de unidades tão diversas, em biomas e regiões distintos”, disse.

O relator do projeto na comissão, deputado Josué Bengtson (PTB-PA), chegou a apresentou parecer em favor do projeto, mas o colegiado preferiu seguir o voto do Sarney Filho.

Como o projeto foi rejeitado na única comissão que iria julgar o mérito da matéria, ela foi arquivada antes do recesso parlamentar.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

 

Leia Também

Projeto de lei pretende acabar com zona de amortecimento das unidades de conservação do país

O que é uma zona de amortecimento

Zona de amortecimento melada

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
8 de outubro de 2009

Zona de amortecimento melada

Um parecer da Advocacia-Geral da União (AGU) anda dando o que falar na comunidade de conservacionistas. Pelo texto, as chamadas "zonas de amortecimento" só podem ser definidas pelo mesmo instrumento usado na criação da unidade, ou seja, por decreto ou lei

Dicionário Ambiental
6 de novembro de 2014

O que é uma zona de amortecimento

Uma faixa de proteção ao redor das unidades de conservação, ela contribui para a manutenção da estabilidade e equilíbrio do ecossistema protegido.

Reportagens
17 de agosto de 2015

Projeto de lei pretende acabar com zona de amortecimento das unidades de conservação do país

Proposta limita tamanho das bordas de proteção das unidades e dá seis meses de prazo para que as zonas já definidas se adequem à nova lei.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 23

  1. George diz:

    Quantos anônimos fazendo lobby contra ZA, e tentando semear confusão!

    Enquanto isso, ZAs criadas por portaria e com respaldo público estão protegendo o entorno de pelo menos algumas UCs.

    Tem alguma decisão judicial respaldando essas alegações? A AGU de um governo vendido aos ruralistas pode até achar o que quiser, mas para mudar a lei tem que ter outra lei, ou decisão judicial.

    Quanto ganha um lobista dos ruralistas por cada postagem feita sob pseudônimos anônimos? : )


    1. Roberto diz:

      HAHAHAHAHA! Lobista de ruralista! Vc é um inocente mesmo! Rapaz, olha as portarias do icmbio, todas desde 2007 saindo com a ressalva que a ZA é uma proposta e será estabelecida posteriormente.


      1. Ebenezer diz:

        Eu já tinha escrito 3 dias atrás: Ambientalista adora "achar" as coisas, só não gostam muito de estudar legislação.


      2. George diz:

        Sim, é realmente impressionante como esse governo obriga seus próprios órgãos a se prostrar aos ruralistas. Mas nunca faltou pau mandado disposto a fazer barbaridades assim em troca de um carguinho de confiança…


        1. Roberto diz:

          Errou de novo! Não sabe de nada mesmo, o negócio é dar a última palavra, né!


  2. Silvana diz:

    Ebenezer, voce realmente acha que ambientalistas só se baseiam em "achômetro", e que não gostamos de estudar legislação? Das duas uma: se você não acha, é um hipócrita; e se acha, então você é um desinformado. O Parque do Cantão, onde trabalho, acaba de criar sua Zona de Amortecimento. Foram produzidos muitos mapas detalhados de uso do solo do entorno, conversas e reuniōes com os membros do Conselho do Parque e com os agricultores grandes e pequenos de nossa região, e ao final a ZA foi aprovada unanimemente. Acho que o diferencial está no povo do Rio Araguaia. No Araguaia não imperam somente a ganância e o desprezo pelos ambientalistas, mas lá existe um amor enorme pelo Rio Araguaia, que nos une a todos, ambientalistas, ruralistas, assentados, todos em prol de uma causa maior. E or falar em ganância, por acaso seu sobrenome é
    Scrooge?


    1. Absalão diz:

      Esse Parque é estadual? Se for, ZA só vale se via Decreto do Governador ou Lei Estadual.


      1. George diz:

        Isso é o que o pessoal do contra gostaria que fosse. Mas não é. Assim como planos de manejo e outros instrumentos, criar ZAs é função dos órgãos gestores e não precisa de novas leis ou decretos. Basta uma portaria.


        1. AGU diz:

          A AGU não entende assim.


        2. Advogado del diablo diz:

          Mas quem é a AGU frente ao poderoso e bondoso George?


  3. George diz:

    Eu disse "lei", não "resolução. Lei. Tipo, SNUC.

    A Conama 428 estabeleceu ZAs provisórias até 2015 para dar tempo para estudos e consultas específicas em cada UC. A partir daí, cabe aos órgãos gestores estabelecer essas ZAs definitivas. Quem não o fez está descumprindo a lei.

    Lobista dos ruralistas é que adora confundir essas questões.


    1. Roberto diz:

      O SNUC não fala nada sobre prazo pra ZA e não existe outra LEI sobre esse asssunto. A Conama 428 não estabeleceu ZA provisória, mas uma faixa onde é necessária a autorização. Não existe determinação para estabelecer ZA na resolução. Vc fez um balaio de gato no seu comentário, ao mesmo tempo que disse "lei" e não "resolução" fala que quem não cumpre esta última está descumprindo a LEI. Vai entender!


      1. Roberto diz:

        E vc me conhece pra dizer que sou lobista de ruralista por acaso? Vc é um ser típico: não sabe argumentar, vai pro "ad hominem"!


        1. George diz:

          Não vista a carapuça que não é sua, então. O ad hominem foi em resposta ao Ebenezer, que tampouco me conhece mas declarou que eu me guio pelo achometro e não gosto de estudar legislação.


      2. George diz:

        O SNUC determina sim que tem que estabelecer ZA. Não é opcional, é a LEI.

        A CONAMA 428 estabeleceu sim ZAs provisórias, válidas até o final de 2015, para dar um prazo para que fossem realizados os estudos e consultas públicas necessárias para que a LEI do SNUC seja cumprida com critério.

        A partir disso, os gestores que não estabelecerem ZAs definitivas estão descumprindo a LEI.

        Claro que quem é contra ZAs gostaria de confundir essa questão, mas a LEI é clara.


        1. Roberto diz:

          Olha o que vc disse: "todas as UCs decretaram sua ZA até o fim de 2015, como estabelece a lei?" Você mesmo disse essa pérola! Agora tá mudando o discurso. Vc disse com TODAS AS LETRAS que a lei falou que até 2015 tem que se estabelecer a ZA. Não existe isso na lei!! A Conama (que não é Lei) não estabeleceu ZAs provisórias, são FAIXAS até que as ZAs fossem estabelecidas. Leia a Resolução e pense um pouco no que está escrito. Olha só um trecho dela: "localizados numa faixa de 3 mil metros a
          partir do limite da UC, cuja ZA não esteja estabelecida". E, novamente, vc partiu para o argumento pessoa, ao dizer implicitamente que quem quer confundir é quem é contra. Eu estou simplesmente esclarecendo as normas. Vc que, na sua fé ambientalista cega, quer mudar as interpretações ao seu gosto.


          1. Roberto diz:

            Fora que esta faixa de 3 mil metros vale apenas para o licenciamento. A ZA, por sua vez, tem relação com quaisquer atividades na área.


  4. George diz:

    Pergunta: todas as UCs decretaram sua ZA até o fim de 2015, como estabelece a lei?


    1. Roberto diz:

      Não existe lei que estabelece isso. Já me antecipando à possível resposta, a Conama 428 não fala nada sobre isso.


      1. Ebenezer diz:

        Ambientalista adora "achar" as coisas, só não gostam muito de estudar legislação.


  5. Gisele diz:

    CONAMA 13/90 durou 20 anos sem definirem quais são as "atividades que possam afetar a biota"! CONAMA 428/2010 deu 5 anos pras UCs sem Zona de Amortecimento usarem 3 km provisoriamente…daí não dão conta das obrigações e prorrogam por mais 5! SNUC diz que Planos de Manejo seriam elaborados em 5 anos após criação da unidade, o que quase nunca acontece…e por aí vai. A área ambiental.gov, se fosse uma pizzaria…falia! Ia prometer entrega em 30 minutos, e depois de 2 horas ia ligar pro cliente pra dizer que agora só vende esfiha


  6. Günther SINOP diz:

    E a renovação dos 3 km da Conama 428…pelamordedeus!


  7. Chato de Galocha diz:

    É… deixa assim mesmo. Um órgão de governo fazendo normas que interferem em diversas atividades e pessoas sem que estas saibam o que está acontecendo. O Brasil não é um país sério.