Notícias

Vídeo: O que aconteceu com a ave mais abundante do século XIX? por Fernando Fernandez

A história da pomba migratória (Ectopistes migratorius) é um conto sobre excesso de demanda e futura escassez. Considera a ave mais abundante do século XIX, a pomba não resistiu à pressão da caça e torneios de tiro

Daniele Bragança · Marcio Isensee e Sá ·
22 de agosto de 2018 · 6 anos atrás
Fotografia de uma fêmea viva no aviário de Charles Whitman (1896/98). Foto: Wikipédia.

A história da pomba migratória (Ectopistes migratorius) é um conto sobre excesso de demanda e futura escassez. Considera a ave mais abundante do século XIX, a pomba não resistiu à pressão da caça e torneios de tiro.

Os avisos de que ela poderia se extinguir foram vistos com ceticismo e zombaria. No início do século XX, dois anos após o Titanic atravessar o Atlântico e bater em um iceberg, a última pomba existente em cativeiro morreu.

Em pleno CBUC,  o biólogo e professor do Instituto de Biologia da UFRJ, Fernando Fernandez, contou a ((o))eco um pouco dessa história. Assista:

 

 

 

Leia Também

Vídeo: Como as aves voam? por Guilherme Brito

https://www.oeco.org.br/colunas/colunistas-convidados/vida-das-aves-alfred-russel-wallace-o-velho-marinheiro-e-a-extincao-de-especies/

O efeito do equinócio sobre o canto dos sabiás

 

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

  • Marcio Isensee e Sá

    Marcio Isensee e Sá é fotógrafo e videomaker. Seu trabalho foca principalmente na cobertura de questões ambientais no Brasil.

Leia também

Análises
1 de outubro de 2013

O efeito do equinócio sobre o canto dos sabiás

A data do ano em que dia e noite tem a mesma duração também aciona uma cadeia de acontecimentos que culmina com a reprodução do sabiá

Vídeos
19 de agosto de 2018

Vídeo: Como as aves voam? por Guilherme Brito

Exuberantes, diversas e encontradas em quase todo lugar, as aves evoluíram para conseguir voar. Neste vídeo, o biólogo da UFSC explica como elas conseguem tal façanha

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.