Vídeos

Vídeo: Como as aves voam? por Guilherme Brito

Exuberantes, diversas e encontradas em quase todo lugar, as aves evoluíram para conseguir voar. Neste vídeo, o biólogo da UFSC explica como elas conseguem tal façanha

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
19 de agosto de 2018 · 4 anos atrás
Guilherme Brito. Foto: Daniele Bragança.

São mais de 10 mil espécies conhecidas. Do pequeno beija-flor ao imenso avestruz. Diversas no tipo, tamanho e cores, quase todas as aves possuem a capacidade de voar. Como elas fazem isso?

Neste vídeo, o biólogo Guilherme Brito, doutor em zoologia pela Universidade de São Paulo e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), explica como a façanha é realizada e quais características biológicas as aves possuem para conseguir levantar voo.

Leia Também

A madrugada traz melancolia aos beija-flores

https://www.oeco.org.br/colunas/colunistas-convidados/vida-das-aves-alfred-russel-wallace-o-velho-marinheiro-e-a-extincao-de-especies/

O efeito do equinócio sobre o canto dos sabiás

  • Daniele Bragança

    Repórter e editora do site ((o))eco, especializada na cobertura de legislação e política ambiental.

  • Márcio Lázaro

    Jornalista, repórter cinematográfico, editor de vídeo e imagens, mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (UFRJ).

Leia também

Análises
1 de outubro de 2013

O efeito do equinócio sobre o canto dos sabiás

A data do ano em que dia e noite tem a mesma duração também aciona uma cadeia de acontecimentos que culmina com a reprodução do sabiá

Análises
21 de maio de 2014

A madrugada traz melancolia aos beija-flores

Para sobreviver ao frio, a técnica é mergulhar em profundo torpor, com funções motoras e psicomotoras inibidas economiza-se 60% de energia.

Salada Verde
2 de dezembro de 2022

Lula afirma que deve criar “Secretaria dos Povos Originários” com status de um Ministério

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (02), o presidente eleito esclareceu que fará os anúncios dos nomes do primeiro escalão depois de ser diplomado, em 12/12

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta