Reportagens

Parque Nacional das Sempre Vivas (MG)

Gustavo Faleiros ·
11 de julho de 2008 · 16 anos atrás

No último fim de semana, o PrevFogo comunicou focos de calor à chefia da unidade em Diamantina, norte de Minas Gerais. De acordo com a chefe do parque, Kelen Ferreira, uma equipe foi ao local e comprovou a existência do incêndio. O fogo extinguiu-se naturalmente e deixou um rastro de 220 hectares de Cerrado queimados. Segundo Kelen, o início do incêndio foi causada por queimadas de renovação de pasto. “Como a unidade não está regularizada, ainda mora muita gente dentro dela”, explica. No próximo dia 15 de julho, 21 brigadistas ficam de prontidão para combaterem incêndios no parque. A chefe da unidade diz que este ano estão mais preparados, pois possuem equipamentos e equipes completas, além de um novo sistema de rádio. No ano passado outubro, incêndios que duraram 15 dias, queimaram 1200 hectares de vegetação nativa. (G Faleiros)

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Reportagens
15 de abril de 2024

Área de mangue bem conservado cresce 33% na APA Guapi-Mirim, na Baía de Guanabara

Proteção assegurada por unidades de conservação favoreceu regeneração natural; Atividades do Gaslub (antigo Comperj) ameaçam APA e Esec Guanabara

Reportagens
15 de abril de 2024

Destruição do Cerrado emperra mega corredor da onça-pintada

É inadiável ampliar unidades de conservação e melhor alocar a vegetação legalmente protegida para salvar espécies nativas

Salada Verde
15 de abril de 2024

Cachorros-vinagres são fotografados no maior parque federal do país

Ameaçada de extinção, espécie foi registrada pela primeira vez no Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, no Amapá, através de armadilhas fotográficas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.