Reportagens

Novos números sobre CO2

Novos dados sobre concentração de CO2 da atmosfera mostram a menor taxa de 2009. Mas não se iluda, nunca houve tanto gás carbônico na atmosfera como agora.

Redação ((o))eco ·
16 de novembro de 2009 · 15 anos atrás

A Agência de Administração de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA) divulgou a medição da concentração de gás carbônico (CO2) durante o mês de outubro: 384,79 parte por milhão. É a concentração mais alta registrada para esta época do ano em toda história das medições, embora este seja o nível mais baixo de 2009.  As medições de concentrações de CO2 na atmosfera são feitas na estação de Mauna Loa, no Havaí, o mais antigo observatório de gases de efeito estufa no mundo.

As razões para a baixa concentração em outubro em comparação com outros meses do ano, se deve a uma série de fatores ligados a variações de temperatura que alteram a absorção de CO2 pela vegetação e os oceanos. Mas como mostra a pequena charge abaixo, comparando outubro deste ano com o mesmo período há 20 anos, o incremento do gás estufa é notável, de 350 ppm para 384. E como diz a mensagem saída da torradeira, se não quisermos tostar o planeta é melhor mesmo começar a cortar as emissões. Para mais informações sobre a concentração histórica de CO2, visite o site CO2 Now 

Saiba mais

Leia o Especial Copenhague d´ O Eco

Leia também

Notícias
12 de julho de 2024

Aprovado, PL do hidrogênio abre brechas para alta emissão de carbono, alertam ONGs

Nota da Coalizão Energia Limpa e do Observatório do Clima critica aumento do limite de emissões e risco de utilização de combustíveis fósseis na produção do hidrogênio; projeto vai à sanção

Notícias
12 de julho de 2024

Rios amazônicos recebem 182 mil toneladas de plástico por ano

Bacia Amazônica já é a segunda bacia hidrográfica mais poluída do mundo, alertam pesquisadores

Salada Verde
12 de julho de 2024

Indígenas se reúnem para discutir restauração ecológica

Técnicas desses povos para recuperar ambientes naturais podem ser incorporadas em políticas públicas nacionais

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.