Salada Verde

Tudo sobre conservação marinha

O maior banco de dados sobre ecossistemas marinhos é lançado nesta segunda-feira. De acordo com nova ferramenta, Brasil protege hoje 16.5% de seu mar territorial em 67 unidades de conservação.

Salada Verde ·
8 de junho de 2009 · 15 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
UNESCO / Yann Arthus-Bertrand
UNESCO / Yann Arthus-Bertrand

Nesta segunda-feira, entrou no ar um portal com informações completas e atualizadas sobre a situação dos ecossistemas marinhos ao redor do planeta. Construído pelas equipes do Centro Mundial de Monitoramento de Conservação das Nações Unidas (UNEP-WCMC) com a União Internacional pela Conservação da Natureza (IUCN), a ferramenta é um novo braço do banco de dados sobre áreas protegidas. “Menos de um por cento dos ambientes marinhos estão protegidos. Esperamos que este banco de dados ajude as nações a consertarem este desequilíbrio”, considera Achim Steiner, diretor executivo do Programa de Meio Ambiente das Nações Unidas. De acordo com o portal, as 67 unidades de conservação marinhas brasileiras protegem 16.5% do nosso mar territorial. Acesse em: www.wdpa-marine.org.

Leia também

Salada Verde
23 de fevereiro de 2024

Justiça Federal impõe mais de R$ 316 milhões em indenizações por desmatamento ilegal

Infrações ambientais foram identificadas pelo MPF por meio do Amazônia Protege, projeto que utiliza monitoramento por satélite para responsabilizar os atores dos desmatamentos ilegais

Notícias
23 de fevereiro de 2024

MPF no Acre arquiva denúncia da CPI das ONGs contra servidores do ICMBio

Servidores do órgão foram acusados de abusos contra moradores da Reserva Extrativista Chico Mendes, no Acre; para procurador, acusações são “genéricas e sem fato concreto”

Notícias
23 de fevereiro de 2024

Antas “avisam” pesquisadores sobre contaminação humana por agrotóxicos no MS

Além de agrotóxicos como glifosato, moradores do sudeste do estado também apresentaram altos índices de metais no corpo. Antas atuaram como sentinelas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.