Salada Verde

Alerj votará projeto que cria o dia do guarda-parque

Após estado terceirizar função e Assembleia não votar projeto de lei que regulamenta a profissão no estado, legislativo homenageará profissionais

Daniele Bragança ·
10 de maio de 2017 · 4 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
O Serviço de Guarda-Parques do INEA for treinado e equipado com recursos do FMA. Foto: Arquivo Inea
Os guardas-parques perderam a regulamentação da profissão, mas ganharão um dia só deles. Foto: Arquivo Inea

Está pronto para ser votado no Plenário da Assembleia Legislativa do Rio um projeto de lei que cria o dia do guarda-parque. A data escolhida para homenagear os profissionais será o dia 31 de julho. A proposta, de autoria do deputado Dr. Julianelli (Rede), foi apresentada no dia 09 de março e tem por objetivo “valorizar e fomentar a atividade exercida por este tão importante profissional”.

Acontece que todos os guardas-parques do estado foram desligados após o contrato de trabalho terminar em abril. Eles tinham esperança de que a Alerj regulamentasse a profissão.

Contratados temporariamente por intermédio de uma lei aprovada em 2007, ainda durante o governo Rosinha Matheus, os guardas-parques participaram de um concurso público realizado em 2012 para contratação por 24 meses, período renovável uma vez, após o governador Cabral publicar um decreto criando o serviço de guarda parque do estado do Rio de Janeiro. Duzentos e vinte civis formaram o primeiro corpo de guardas-parques do estado.

Por decisão do Supremo Tribunal Federal, a lei que amparava a contratação temporária dos guardas-parques foi considerada inconstitucional. Um projeto de lei, de autoria de Carlos Minc (PT-RJ), tramita na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) desde 2011 e define formalmente a função de guarda-parque, cria um novo concurso e prevê que os concursados de 2012 sejam incorporados à função. A proposta está parada na Comissão de Constituição e Justiça da Alerj.

 

*Editado às 19h, do dia 11/05, após observação do leitor Renan Arruda. 

Leia Também

Guarda-parque morre em acidente no Parque Estadual Restinga de Bertioga

Viva Rio ganha licitação para novo contrato de guarda-parques

Todos os guardas-parques do Rio serão demitidos até abril

 

 

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Notícias
19 de janeiro de 2017

Todos os guardas-parques do Rio serão demitidos até abril

Contrato não será mais renovado e nova mão de obra deverá ser contratada por uma Organização Social. Mesmo já treinados, 163 guardas serão dispensados

Reportagens
19 de abril de 2017

Viva Rio ganha licitação para novo contrato de guarda-parques

Empresa abre processo seletivo para contratar os novos guarda-parques do estado do Rio de Janeiro. Profissionais contestam o não-reconhecimento da carreira pelo Inea

Notícias
4 de maio de 2017

Guarda-parque morre em acidente no Parque Estadual Restinga de Bertioga

Vanderley Aparecido dos Santos, de 23 anos, se afogou na noite de segunda (1), após embarcação naufragar. Funcionário trabalhava como vigilante terceirizado 

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Renan Arruda diz:

    O PL já irá a plenário e não votado na CCJ. O Minc, relator da CCJ já deu parecer pela juridicidade.
    "PROJETO DE LEI Nº 2425/2017, DE AUTORIA DO DEPUTADO DR. JULIANELLI, QUE ALTERA O ANEXO DA LEI Nº 5.645, DE 06 DE JANEIRO DE 2010, INSTITUINDO NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, O DIA ESTADUAL DO GUARDA-PARQUE.
    PARECER: DA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA, PELA JURIDICIDADE.
    RELATOR: DEPUTADO CARLOS MINC."
    http://www2.alerj.rj.gov.br/lotus_notes/default.a