Salada Verde

É hoje: frase de Salles sobre boiada completa um ano

A "célebre" frase do ministro do Meio Ambiente sobre passar a boiada durante a pandemia completa 1 ano nesta quinta e muito boi já passou

Duda Menegassi ·
22 de abril de 2021 · 2 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Ambientalista algum jamais esquecerá o momento em que ouviu o próprio ministro do Meio Ambiente do país declarar que era hora de aproveitar que os olhos da imprensa estavam voltados para o coronavírus, para “ir passando a boiada e mudando o regramento”. A frase “célebre” foi dita por Ricardo Salles durante uma reunião interministerial realizada no dia 22 de abril de 2020, ainda no começo da pandemia, e desde então virou uma síntese da gestão de Salles e Bolsonaro na área ambiental. Um ano se passou da declaração e muita coisa aconteceu – menos a queda do ministro, que segue no comando da porteira, a esta altura escancarada, para um verdadeiro rebanho passar – e vale lembrar quais foram as principais boiadas que Salles orquestrou neste período.

Para que os bois não passem impunes, a página do Política por Inteiro publicou uma seleção das 10 maiores boiadas de Salles. Na lista estão ações como sua investida para desmontar a Lei da Mata Atlântica, a possível fusão do ICMBio e os mandos e desmandos no Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). Acesse aqui e confira o ranking completo.

*Em destaque: o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, durante a reunião interministerial de 22/04/2020.

Leia também

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica.

Leia também

Colunas
18 de abril de 2021

A obscura arte de fazer passar a boiada

Agora a boiada estourou. Depois de tanto tempo de impunidade, começa a passar em escala ampliada e agressiva, que inclui ação direta do ministro em defesa dos degradadores

Reportagens
9 de dezembro de 2022

Ibama multa proprietário que domesticou araras azuis para atrair turistas

Aves eram usadas por empreendimento turístico para atrair visitantes e moravam em um carro velho. Fiscais encontraram comida inadequada usada para alimentar as araras

Reportagens
9 de dezembro de 2022

Mato Grosso se consolida como reduto de atos golpistas na Amazônia Legal

Afastamento de prefeito e prisão de empresário com registro de CAC reforçam o estado como um dos centros de planos e financiadores de atos golpistas que questionam eleição de Lula

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta