Salada Verde

Em semana de recorde de calor planetário, ONU diz que mudança climática está “fora de controle”

Se nada for feito, planeta vai caminhar para uma situação catastrófica, diz António Guterres, secretário-geral das Organização das Nações Unidas

Cristiane Prizibisczki ·
7 de julho de 2023
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Os dias mais quentes que o planeta Terra já teve foram registrados esta semana por agência meteorológica americana. Desde o último sábado (1º), ela vem subindo, com recordes na temperatura média global a partir de segunda-feira. Na quinta-feira (6), a temperatura do planeta atingiu 17.23 ºC. A média para o dia é de 16.22 ºC.

Os números são os maiores da série histórica do Climate Change Institute, iniciada em 1979. O Instituto faz parte da Universidade de Maine e é responsável por medições diárias da temperatura global, diferente da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA), que faz medições mensais e anuais.

Em fala no Conselho de Segurança esta semana, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse que a situação que estamos vivenciando está “fora de controle”, reporta o britânico The Guardian.

“Se persistirmos em adiar medidas fundamentais que são necessárias, penso que estamos caminhando para uma situação catastrófica, como demonstram os dois últimos recordes de temperatura”, disse António Guterres, em referência aos recordes mundiais batidos na segunda e terça-feira.

É consenso entre cientistas do IPCC, o painel científico da ONU para mudanças climáticas, que a mudança climática está atingindo um território desconhecido. A situação é agravada pela chegada do fenômeno El Niño, que traz temperaturas mais altas e clima mais seco.

Segundo a Organização Meteorológica Mundial, junho já havia sido de calor recorde. Em comunicado divulgado ontem (6), a organização divulgou que, no último mês, a temperatura na superfície do oceano e a redução da camada de gelo na Antártida também foram as maiores já registradas.

  • Cristiane Prizibisczki

    Cristiane Prizibisczki é Alumni do Wolfson College – Universidade de Cambridge (Reino Unido), onde participou do Press Fellow...

Leia também

Salada Verde
17 de maio de 2024

Avistar celebra os 50 anos da observação de aves no Brasil

17º Encontro Brasileiro de Observação de aves acontece este final de semana na capital paulista com rica programação para todos os públicos

Reportagens
17 de maio de 2024

Tragédia sulista é também ecológica

A enxurrada tragou imóveis, equipamentos e estradas em áreas protegidas e ampliou risco de animais e plantas serem extintos

Notícias
17 de maio de 2024

Bugios seguem morrendo devido à falta de medidas de proteção da CEEE Equatorial

Local onde animais vivem sofre com as enchentes, mas isso não afeta os primatas, que vivem nos topos das árvores. Alagamento adiará implementação de medidas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.