Salada Verde

Live debate educação ambiental nas favelas cariocas

Encontro virtual reúne representantes de projetos e iniciativas de conscientização ambiental em comunidades no Rio de Janeiro

Duda Menegassi ·
3 de agosto de 2020 · 1 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente

Nesta terça-feira (04) o Movimento Baía Viva convida todos para um debate sobre educação ambiental nas favelas do Rio de Janeiro. O evento virtual ocorre às 19h e reúne um time de representantes de projetos, cooperativas e iniciativas que atuam nessa área de sensibilização ambiental para discutir “o mundo que queremos pós Covid-19”. A lista de participantes inclui Maria do Carmo Barbosa, presidente da cooperativa de reciclagem que atua em Braz de Pina, a COOPQUITUNGO; Leonardo Bueno, da Frente Popular Favelas pela Democracia, de Manguinhos; Edson Gomes, co-fundador da Verdejar Socioambiental, que atua no Complexo do Alemão; Julia Rossi, coordenadora do projeto Maré Verde; e Jocelino Porto, coordenador do Núcleo Ecológico Pedras Preciosas, de Honório Gurgel.

A transmissão será feita pelas páginas do Facebook e do Youtube da Baía Viva. (Duda Menegassi)

Serviço
Live: Educação Ambiental nas Favelas Cariocas
Terça-feira (04/08), às 19h
Transmissão: Facebook e Youtube

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
2 de dezembro de 2021

Lideranças indígenas do Pará cedem à pressão de invasores e aceitam reduzir seu território pela metade

Caciques da TI Apyterewa disseram ao STF que, em “acordo” feito com invasores, aceitam redução de 392 mil hectares de suas terras

Notícias
2 de dezembro de 2021

Com maioria no Conama, governo federal impõe mudanças no CNEA

Conama aprova alterações no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas e impõe mais burocracia e custos para a participação da sociedade civil no conselho

Reportagens
2 de dezembro de 2021

Secas recorrentes afetam a capacidade de recuperação da Floresta Amazônica, alerta estudo

Nas últimas duas décadas, a Floresta Amazônica tem sido impactada por secas cada vez mais intensas e frequentes. As mais severas ocorreram em 2005, 2010 e 2015

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta