Salada Verde

Vaquita marinha está a um passo da extinção

Comitê Internacional para a Recuperação da Vaquita alerta que dos 60 cetáceos existentes no ano passado, agora só restam 30

Sabrina Rodrigues ·
8 de fevereiro de 2017 · 6 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Vaquita marinha. Foto: Paula Olson/Wikipedia.
Vaquita marinha. Foto: Paula Olson/Wikipedia.

Também conhecido como o boto-do-pacífico, a vaquita, espécie endêmica do Golfo da Califórnia, está prestes a desaparecer, se nada for feito para rever a atual situação em que se encontra. O mais recente relatório publicado pelo Comitê Internacional para a Recuperação da Vaquita (CIRVA) afirmou que em um ano o número de vaquitas caiu pela metade: havia 60 cetáceos em 2016, agora só restam 30. O Fundo Mundial para a Natureza no México (WWF- MX) descreveu a situação como dramática e pediu ao governo mexicano para proibir imediatamente a pesca ilegal dentro do habitat desses animais.

O relatório da CIRVA afirmou ainda que houve um declínio de mais de 90% nos últimos 5 anos. O governo mexicano contestou os dados do novo relatório e questionou o método utilizado pelo grupo para calcular o atual tamanho da população de vaquitas.

A vaquita (Phocoena sinus) é um cetáceo da família Phocoenidae. O animal se parece com um golfinho e mede aproximadamente um metro e meio e chega a pesar uns 50 quilos. É o menor cetáceo do mundo.

Fonte: El País

  • Sabrina Rodrigues

    Repórter especializada na cobertura diária de política ambiental. Escreveu para o site ((o)) eco de 2015 a 2020.

Leia também

Notícias
11 de agosto de 2022

Projeto que reduz Flona de Brasília em quase 40% é aprovado no Senado

O PL 2.776/20 segue para sanção presidencial. Proposta remove 3,7 mil hectares da Flona, sob justificativa de resolver conflito com assentamentos, mas não define compensação pela área perdida

Análises
11 de agosto de 2022

Sobre Pequenas Grandes Vidas: Dia Internacional do Krill Antártico

O Oceano que circunda a Antártida não só contribui significativamente para os ciclos biológicos dos mares do mundo, mas também é essencial para regular o clima do nosso planeta

Reportagens
11 de agosto de 2022

Aneel revoga outorga de autorização de usinas termelétricas na Baía de Sepetiba

Sociedade civil questiona desde altos riscos em região sensível a impactos socioambientais aos erros cometidos nos trâmites legais para a implementação das térmicas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta