Vídeos

Vídeo: A humanidade vai conseguir cumprir o Acordo de Paris? por Claudio Angelo

O coordenador de Comunicação do Observatório do Clima explica as forças que se opõem à transição da economia do baixo carbono e quem parece estar ganhando essa batalha

Daniele Bragança · Márcio Lázaro ·
10 de junho de 2018 · 3 anos atrás
Acordo de Paris
Notícias sobre os acordos climáticos de Paris.

A substituição dos combustíveis fósseis pele descarbonização da economia caminha, apesar da resistência dos grupos que dominam o petróleo, o carvão e o gás natural. Para Claudio Angelo, o maior obstáculo do grupo da economia de baixo carbono está representado pelo presidente americano, Donald Trump, que retirou os Estados Unidos do Acordo de Paris e acabou com o arcabouço regulatório de cumprimento de metas climáticas adotadas pelo seu antecessor, Barack Obama.

Jornalista, coordenador de Comunicação do Observatório do Clima e autor do livro “A Espiral da Morte – como a humanidade alterou a máquina do clima”, obra que ganhou o prêmio Jabuti em 2017 na categoria Ciências da Natureza, Meio Ambiente e Matemática, Claudio Angelo vê que nesta batalha entre o grupo carbonizante e o descarbonizante, os ventos sopram em favor das chamadas economias de baixo carbono. Esse é o tema do 21º vídeo da série Pense Verde.

Leia Também

Vídeo: Crise climática e a incapacidade das lideranças mundiais, por Alfredo Sirkis

Acordo de Paris começa, enfim, a ganhar cara

Tarde demais para o acordo do clima?

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

  • Márcio Lázaro

    Jornalista, repórter cinematográfico, editor de vídeo e imagens, mestre em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento (UFRJ).

Leia também

Reportagens
14 de dezembro de 2015

Tarde demais para o acordo do clima?

Cientistas dizem que pacto adotado em Paris é melhor que nada, mas que falta de ação nos últimos 20 anos fez com que chance de evitar um mundo 1,5 grau mais quente esteja perdida e que tenhamos apenas 33% de chance de evitar 2 graus.

Reportagens
5 de outubro de 2015

Acordo de Paris começa, enfim, a ganhar cara

Texto-base proposto por co-presidentes cai de 85 para 20 páginas e inclui revisões de ambição a cada 5 anos e aceno às nações-ilhas; proposta brasileira é diluída, mas permanece no rascunho do tratado.

Vídeos
14 de janeiro de 2018

Vídeo: Crise climática e a incapacidade das lideranças mundiais, por Alfredo Sirkis

O diretor-executivo do Centro Brasil no Clima explica porque o combate a crise climática está completamente atado a questão do financiamento

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta