Análises

Meio Ambiente, meio esporte

Barco vencedor da Regata Cidade do Cabo-Rio é o único entre os 17 competidores com tripulantes brasileiros. Foram treinados por um ambientalista de carteirinha.

Pedro da Cunha e Menezes ·
8 de fevereiro de 2011 · 11 anos atrás

Está confirmado! Mesmo computados todos os “handicaps”, O barco vencedor da Regata Cidade do Cabo-Rio é o City of Cape Town. Apesar do nome, o veleiro capitaneado pelo sul-africano Garry Heggie era o único entre os 17 competidores que contava com tripulantes brasileiros. Os Fluminenses Alex Mattos, Samuel Gonçalves, Hallan Batista e Allan Tavares ralaram para conquistar o caneco desta que é a maior regata transatlântica.

 
Os brasileiros são pupilos de Axel Schmidt Grael. Foram treinados no projeto que Axel mantém em Niterói com seus irmãos Lars e Torben. Para quem não liga o nome à pessoa, Axel é ex-presidente do Instituto Estadual de Florestas do Rio de Janeiro, ex-presidente ds FEEMA e ex-subsecretário de Meio ambiente do Estado do Rio. Ao que consta, todos os minutos de sua vida que passou desembarcado foram dedicados à preservação ambiental.
 
Como não podia deixar de ser, a conquista de seus alunos é também uma vitória para a Baía de Guanabara. Como profissional e ongueiro Axel sempre militou pela limpeza das suas águas. É ali que velejam os integrantes do Projeto Grael. Sua conservação está embutida nos ensinamentos do dia a dia. Alçar garotos com esse grau de conscientização a uma posição de fama e destaque ajuda a difundir mais amplamente a luta por uma baía limpa.
 
Parabéns Axel! Parabéns Projeto Grael!

Leia mais sobre o Projeto Grael
Aprender, ensinar e sonhar (com a natureza) sempre faz bem, por Suzana Pádua

Leia também

Notícias
22 de outubro de 2021

“Adote um ninho”: Conheça a campanha para a preservação dos papagaios brasileiros

Campanha busca incentivar a proteção dos papagaios por meio da construção de ninhos artificiais para suprir a falta de cavidades naturais, que estão diminuindo por conta do desmatamento

Análises
22 de outubro de 2021

Por uma nova onda de soluções para a resiliência e a saúde do oceano

Estudo do FMI estima que 8 milhões de toneladas de lixo plástico acabam no mar todos os anos, sendo 80% provenientes do continente. Se não mudarmos esse quadro, o oceano terá mais lixo do que peixes até 2050

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. MARLI ALVES PEREIRA VASCONCELLOS diz:

    Não entendo o porquê esconder o rosto do homem, adulto!! Ele mostrou a cara nas redes sociais!! É preciso identificar criminosos.