Notícias

Proteção contra o avanço do mar

De olho na elevação do nível do mar, os holandeses construíram a maior e mais moderna barreira de controle de enchentes do mundo, a Maeslant. O Eco esteve lá e preparou uma viagem virtual pela gigantesca estrutura, no Mar do Norte.

Gustavo Faleiros ·
7 de julho de 2009 · 15 anos atrás

Os holandeses, mais do que qualquer povo no mundo, têm o porque se preocuparem com o aumento dos oceanos por conta do aquecimento global. Cerca de 50% do território onde vivem está abaixo do nível do mar. Durante a década de 90, o governo da Holanda implementou um ambicioso programa chamado Plano Delta, no qual diques e barreiras foram construídos para evitar enchentes na região de Rotterdam, Haia e outras cidades da região conhecida como Zuid-Holand.

O maior investimento foi concentrado na Barreira Maeslant, um sofisticado projeto que criou um sistema computadorizado que controla duas gigantescas comportas no Canal de Rotterdam. Toda vez que o mar eleva-se três metros, o computador ordena o fechamento da barreira. As paredes afundam quando chegam ao centro do canal, como mostra a animaçao abaixo. O sistema foi projetado para impedir uma elevação no nível do mar de até cinco metros, o que prevê as piores situações causadas pelas mudanças climáticas. O gasto foi de 600 milhões de euros (mais de 1,6 bilhão de reais) e até agora a barreira só foi acionada uma vez, durante uma tormenta em 2007. 

A reportagem de O Eco esteve em Rotterdam no dia 3 de julho para conhecer a Barreira Maeslant. A estrutura é imponente: os braços de aço medem 210 metros e cada comporta tem 32 metros de comprimento e 22 metros de altura. Com o temor de que a mudança do clima torne tormentas mais frequentes, cidades como Veneza e Nova Orleans estão vendo a Maeslant como um exemplo a ser seguido. Nos próximos anos, novas barreiras como essa devem ser construídas.

Clique nos ícones da animação abaixo para ver fotos e simulação do fechamento da barreira. Utilize também os cursores de zoom e movimentação no canto superior esquerdo da tela.

Explore mais o Geonotícia clicando nas colunas anteriores (à direita).

 

BAIXE AQUI ARQUIVO PARA VER NO SEU GOOGLE EARTH

  • Gustavo Faleiros

    Editor da Rainforest Investigations Network (RIN). Co-fundador do InfoAmazonia e entusiasta do geojornalismo. Baterista dos Eventos Extremos

Leia também

Reportagens
21 de maio de 2024

Crise climática e lacunas no conhecimento pioram risco de zoonoses

Enchentes no Rio Grande do Sul têm um aspecto epidemiológico importante, chamando atenção para o fato de sabermos muito pouco sobre os riscos reais de zoonoses no Brasil

Notícias
21 de maio de 2024

Países liberam rios para salvar peixes migradores

Declínio chega a 91% na América Latina, mas Brasil quer barrar ainda mais cursos d’água, sobretudo na Amazônia e no Cerrado

Notícias
21 de maio de 2024

Degradação florestal na Amazônia é a maior dos últimos 15 anos

Queimadas em Roraima foram responsáveis pelo número. Desmatamento, por sua vez, continua em queda no bioma, mostra SAD, do Imazon

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.