Notícias

Verde em recuperação

Começa a desafetação do Parque Estadual da Serra do Mar, no entorno da Rodovia Anchieta, área ocupada há mais de 30 anos

Redação ((o))eco ·
6 de janeiro de 2010 · 12 anos atrás

Começou em meados de dezembro a transferência das famílias que vivem no Parque Estadual da Serra do Mar, no entorno da rodovia Anchieta, que liga a capital à Baixada Santista. A medida faz parte de um plano da Secretaria Estadual do Meio Ambiente para restaurar áreas de antigas ocupações e que hoje imprimem na Unidade de Conservação um desenho em retalhos.  Nesta primeira etapa de desocupação foram retiradas 20 famílias da região de São Bernardo do Campo, realocadas em moradias do CDHU no mesmo município.

As casas já foram demolidas e, segundo a SMA, em fevereiro deve começar a recuperação ambiental da área, com plantio de quatro mil mudas de espécies nativas. No final de janeiro deve começar a transferência de mais 800 famílias. O objetivo da secretaria é remover do parque, até 2012, 5.350 famílias no total, dos bairros Cota 400, 200, Água Fria, Pilões, Sítio Queiroz e Pinhal do Miranda. Como as populações não são tradicionais ou ribeirinhas, não haverá compensação ou indenização e os moradores terão de pagar pelas novas casas.

 

Entenda melhor o assunto em:
As cicatrizes no verde da Serra do Mar

Leia também

Notícias
20 de janeiro de 2022

Espécie de jararaca descoberta na Caatinga revela história evolutiva até então desconhecida

A descoberta da espécie B. jabrensis trouxe também uma revelação surpreendente: uma nova linhagem evolutiva, até então desconhecida pela ciência, dentro do gênero jararacas

Notícias
20 de janeiro de 2022

“Essa tese de que vamos abrir a cerca para o gado passar não será predominante no meu governo”, diz Lula

Em entrevista coletiva, pré-candidato do PT à presidência falou em meio ambiente urbano, pesticidas e defendeu o legado de construção de grandes hidrelétricas na Amazônia

Análises
20 de janeiro de 2022

Além do plantio: incluindo pessoas na restauração florestal

Mais importante do que “apenas” plantar árvores, é necessário conciliar a conservação ambiental com produção sustentável através da integração de paisagens e pessoas

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Comentários 1

  1. Flávia diz:

    Excelente artigo.. bem mais aprofundado do que tenho visto em outros canais que tocam no assunto de restauração. Obrigada, Veronica.