Notícias

NASA divulga imagens dos deslizamentos

Por conta das nuvens, agências espaciais ainda não tinham conseguido mostrar o impacto das chuvas. Sensor especial da NASA captou a tragédia.

Redação ((o))eco ·
25 de janeiro de 2011 · 12 anos atrás

Desde que as fortes chuvas atingiram a região serrana do Rio de Janeiro no dia 12 de janeiro, agências espaciais de todo o mundo estavam tentando encontrar imagens de satélite de qualidade para demonstrar a extensão das enchentes e deslizamentos. A persistente cobertura de nuvens na região, entretanto, estava dificultando os trabalhos. Finalmente no último dia 18, utilizando o seu sensor Aster, a bordo do satélite Terra, a NASA conseguiu captar um imagem nítida o suficiente para que se possa enxergar os diversos deslizamentos (ver abaixo)

Onde se lê landslides, são os pontos de deslizamento. Use os cursores na parte inferior direita para aproximar a imagem.

Clique para baixar esta imagem em alta resolução

A coloração vermelha destas imagens se deve às características do sensor Aster, que é sensível ao calor emitido pela terra através das ondas infra-vermelho. A imagem abaixo serve para comparar como era a região antes dos deslizamentos. Esta imagem feita com o mesmo satélite é de 13 de fevereiro de 2003. Note que entre as legendas da NASA há o destaque para terra nua, cleared land, bem acima dos locais onde ocorrem os deslizamentos. A legenda rock hillsides indica as escarpas de pedra sob as quais – ou seja nos vales – espalha-se a cidade de Nova Friburgo.

Clique para baixar esta imagem em alta resolução

Finalmente para quem quiser ver um registro aéreo bem preciso de um dos deslizamentos no Rio, vale visitar o site do satélite GeoEye, que possui uma das mais altas resoluções. Infelizmente, ao contrário do que costuma ocorrer com outros desastres ambientais e humanitários ao redor do mundo, a GeoEye não disponibilizou de graça imagens sobre a tragédia no Brasil. (Gustavo Faleiros)

Aqui o link para ver a imagem destacada no site da GeoEye

Leia também

Reportagens
28 de setembro de 2022

Sem peixes e caranguejos, fome assola comunidades pesqueiras da Baía de Guanabara 

Defensores públicos cobram ações emergenciais e políticas de inclusão social para pescadores, após vistoria em rios e manguezais degradados de Duque de Caxias

Salada Verde
28 de setembro de 2022

Cachoeira azul: Secretaria de Meio Ambiente não encontra alterações na água

Responsável foi identificado e deve ser autuado. Laudo técnico ainda irá definir aplicação de multas e penalidades. Investigação também corre em sigilo no Ministério Público

Reportagens
28 de setembro de 2022

Mudanças ambientais e econômicas pressionam onças-pintadas no Pantanal

Controlar o uso do fogo, consolidar e ampliar áreas protegidas e corredores ecológicos em terras públicas e privadas ajudarão a perpetuar a espécie

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta