Notícias

Mapa: desmatamento na Terra Marãiwatsédé

((o))eco através de seu plataforma de mapas interativos InfoAmazonia, produziu o mapa abaixo que serviu como base para visualização da evolução do desmatamento dentro do território protegido.

Redação ((o))eco ·
12 de dezembro de 2012 · 11 anos atrás

 Com o cumprimento da ordem de despejo dos posseiros da terra indígena Marãiwatsédé, dos Xavantes, no nordeste do estado do Mato Grosso, a ONG Repórter Brasil  fez um balanço do conflito que já dura há duas décadas. ((o))eco através de seu plataforma de mapas interativos InfoAmazonia, produziu o mapa abaixo que serviu como base para visualização da evolução do desmatamento dentro do território protegido. Cruzando dados registrados em 2012 pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), em vermelho, com os limites da área é possível ver o grande avanço da destruição neste ano: cerca de 88,5 km2 ou 8,85 mil hectares.  Marãiwatsédé é a primeira terra indígena no ranking de maior número de alertas de desmatamento em 2012.
Desmatamento e alertas de desmatamento detectados pelos sistemas PRODES (em amarelo) e DETER 2012 (em vermelho) na Amazônia brasileira combinados a camada de terras indígenas de toda a Amazônia disponibilizada pela Rede Amazônica de Informação Socioambiental Georeferenciada (RAISG). As áreas rachuradas representam o desmatamento consolidado antes de 1991, de acordo com o IBGE.Camadas estilizadas pela equipe de ((o))eco InfoAmazonia. Para ver mais mapas do InfoAmazonia visite http://infoamazonia.org/pt/
Leia também
Mato Grosso incentiva ocupação de terra índigena

Leia também

Colunas
28 de maio de 2024

Pela apreciação do PL do Mar

A sociedade brasileira deve pressionar os seus representantes para que este projeto não continue a ser adiado após mais de dez anos de discussão

Notícias
28 de maio de 2024

Cidades amigas das aves nativas serão mais sustentáveis 

Parte dos moradores de Belo Horizonte (MG) e de Bauru (SP) valoriza as espécies aladas, mostra uma pesquisa inédita

Reportagens
28 de maio de 2024

Dinastia Amazônia

Demanda da China sobre o agronegócio brasileiro impacta na preservação da floresta, mas também pode moldar seu futuro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.