Notícias

Incêndios põem Bolívia entre países com maior desmatamento

Uso descontrolado do fogo para limpar campo é apontado como principal responsável por destruição da cobertura florestal.

Giovanny Vera ·
28 de novembro de 2013 · 9 anos atrás
Cores vermelhas mostram lugares que sofreram perdas florestais entre os anos 2000 e 2012. No mapa pode se ver que a área mais devastada foi a região de Santa Cruz. Crédito: Global Forest Change/Google
Cores vermelhas mostram lugares que sofreram perdas florestais entre os anos 2000 e 2012. No mapa pode se ver que a área mais devastada foi a região de Santa Cruz. Crédito: Global Forest Change/Google

A Bolívia está entre os países com maior perda florestal do mundo. A informação vem de estudo publicado pela revista Science no dia 15 deste mês, que mapeou as mudanças na cobertura florestal no planeta.

O estudo levou em conta o período entre 2000 e 2012 e coloca a Bolívia na 12ª posição no ranking da perda de cobertura florestal mundial, com 29.867 km² de florestas que desapareceram entre esses anos, embora tenha ganho 1.736 km² de novas florestas.

O trabalho é resultado do esforço conjunto de 15 universidades e organizações de pesquisa, com a ajuda do Google e 650 mil imagens feitas do satélite Landsat7.

De acordo com Armando Rodríguez, especialista em geomática aplicada da Fundação Amigos da Natureza (FAN), este “é o primeiro mapa mundial de mudanças da cobertura florestal, tem alta resolução (30 por 30 metros) e incorpora a análise de mudanças como perda/ganho e a permanência da extensão florestal”.

A Fundação Amigos da Natureza já havia publicado anteriormente o Mapa de Desmatamento das Terras Baixas e Yungas da Bolívia, que se diferencia do mapa de mudanças da cobertura florestal porque faz uma análise do desmatamento a cada 5 anos (2000-2005-2010). De acordo com este mapa, entre os anos 2000 e 2010 desmatou-se 18 mil km2 (1,8 milhões de hectares) nas terras baixas e Yungas da Bolívia. Terras Yungas compõem a região andina situada entre 1.900 e 3.800 metros de altitude.

No mapa abaixo podemos ver o resultado de um incêndio florestal em 2010 na Reserva de Vida Silvestre Rio Blanco e Negro:

Rodríguez lembra que é necessário marcar a diferença entre desmatamento — ligado a mudanças de uso do solo de florestas para agricultura — e perda da cobertura florestal, que estaria mais relacionada a incêndios. Na Amazônia boliviana, diz ele, os incêndios são causados especialmente pelo mau uso e descontrole do fogo, porque são áreas que estão perto de zonas agropecuárias. Os trabalhadores rurais perdem o controle das queimadas, que se alastram e destroem a floresta. Entretanto, diz o especialista, “as áreas queimadas podem seguir o processo de regeneração florestal e crescer novamente”.

MAPAS

Outro incêndio relacionado a estradas e pecuária

Perda de cobertura florestal entre 2000-2012

Perda de cobertura florestal por ano

Aumento de cobertura florestal entre 2000-2012

Percentual cobertura florestal ano 2000

Perda/aumento/extensão cobertura florestal

 

 

Saiba Mais
Mapa Global Forest Change
Mapa de Desmatamento da Bolívia

Leia Também
Bolívia: 1,8 milhões de hectares de florestas perdidos em 10 anos
10 anos de incêndios e queimadas na Bolívia
Esforço internacional mapeia desmatamento no mundo

 

 

 

  • Giovanny Vera

    Giovanny Vera é apaixonado pela área socioambiental. Especializado em geojornalismo e jornalismo de dados, relata sobre a Pan-Amazônia.

Leia também

Reportagens
27 de junho de 2022

Bolsonaro mente ao afirmar que houve queda de assassinatos de indígenas em sua gestão

Presidente também cita aumento orçamentário para fiscalização de terras indígenas e proteção de povos isolados, mas ações caíram em relação a 2018

Notícias
24 de junho de 2022

Barroso reconhece omissão do governo federal no Fundo do Clima

Ministro do STF julga procedente ação que acusa governo federal de omissão deliberada para paralisar o Fundo e afirma que proteção do clima é dever constitucional

Notícias
24 de junho de 2022

JBS ainda compra gado de fazendas ligadas ao desmatamento, revela Global Witness

Ligação da empresa com o desmatamento na Amazônia é facilitada por bancos, importadores e supermercados da Europa e EUA. Frigorífico nega irregularidades

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta