Notícias

O leopardo-das-neves está numa fria

O homem é o único predador deste animal. Caça, perda de habitat e mortes por retaliação são as principais causas do risco de extinção da espécie.

Redação ((o))eco ·
31 de outubro de 2014 · 10 anos atrás

Leopardo-das-neves ([i]Panthera uncia[/i]) no Zoológico de Nuremberg. Foto:
Leopardo-das-neves ([i]Panthera uncia[/i]) no Zoológico de Nuremberg. Foto:

O leopardo-das-neves (Panthera uncia) é uma espécie de felino nativa das grandes montanhas da Ásia Central. São encontrados em 12 países, incluindo China, Butão, Nepal, Índia, Paquistão, Afeganistão, Rússia e Mongólia. Um parente próximo do tigre (Panthera tigris), a sua população global atualmente está entre 4,080-6,590 indivíduos. Suspeita-se que nos últimos 16 anos, a população tenha sido reduzida em pelo menos 20%, devido à perda de habitat e de fontes de alimentos causados pelas mudanças climáticas, à caça ilegal e conflitos com humanos. Leopardos-da-neve são frequentemente mortos por fazendeiros locais porque elas predam animais como ovelhas, cabras, cavalos e iaques. Embora protegida em todos os países onde é encontrada, as medidas de conservação da espécie esbarram na falta geral de consciência das populações destes países. A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN classifica a espécie como ‘Em Perigo de Extinção‘.

 

 

Leia Também
Rinoceronte-negro: o tempo está se esgotando
Peixe-Napoleão: o protetor em perigo de extinção
Bonobos: nome engraçado, destino nem um pouco

 

 

 

Leia também

Salada Verde
29 de maio de 2024

Expansão da soja no leste amazônico provocou perda de R$10 bi em serviços ambientais

Desmate e aumento das áreas agrícolas têm diminuído a capacidade da floresta de oferecer benefícios à população, mostra estudo. Cifra refere-se aos últimos 36 anos

Salada Verde
29 de maio de 2024

Mais de 150 macacos morrem no México em meio ao calor extremo

Pelo menos 157 bugios já morreram desidratados apenas no mês de maio e causa provável são as altas temperaturas no país, que chegaram à sensação térmica de 52º C

Salada Verde
29 de maio de 2024

PAC injetará R$ 700 mi nos estados pantaneiros

Os investimentos podem prejudicar as cheias e as vazantes e a conservação de animais e plantas no Pantanal brasileiro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.