Notícias

ICMBio multa companhia por poluir praia em Fernando de Noronha

Vazamento de esgoto impacta Praia do Cachorro, que acabou interditada para uso pelos banhistas. Órgão multou empresa em 600 mil reais.

Redação ((o))eco ·
24 de março de 2015 · 7 anos atrás

Praia do Cachorro. Foto:
Praia do Cachorro. Foto:

Uma pane no sistema da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) produziu um grave acidente ambiental em Fernando de Noronha. Na quarta-feira da semana passada (18), uma falha mecânica nas bombas causou o vazamento de esgoto bruto na Praia do Cachorro, uma das mais famosas do arquipélago e pertencente à Área de Preservação Ambiental Fernando de Noronha, Rocas – São Pedro e São Paulo.

Até o momento, o vazamento não foi estancado, embora a Compesa tenha tentado, na sexta e no sábado, trocar as bombas defeituosas. Não deu certo, pois as bombas reservas também apresentaram problemas.

Devido a isto, segunda-feira, o ICMBio decidiu multar a Companhia em R$600 mil por crime ambiental. A Polícia Federal também está investigando o caso.

Em nota, a Compesa afirma que resolverá o problema até esta quarta-feira (25) e que entrará em contato com o ICMBio para esclarecer os fatos ocorridos.

“As dificuldades na Ilha já começam por sua situação geográfica. Tivemos que transportar as bombas para o Recife por via aérea com o objetivo de realizar as manutenções. Além disso, nossos equipamentos sofrem com a forte maresia e as variações de tensão que são muito frequentes”, justifica Fernando Lôbo, Diretor Metropolitano da Compesa.

Ainda de acordo com a nota, a empresa fará a despoluição do trecho.

O arquipélago de Fernando de Noronha é formado por 21 ilhas, ilhotas e rochedos. A maior delas virou território do Parque Nacional Fernando de Noronha, sob responsabilidade do ICMBio. Já a APA Fernando de Noronha, Rocas – São Pedro e São Paulo, que como o nome acusa, engloba os arquipélagos de São Pedro e São Paulo e de Fernando de Noronha (Distrito Estadual de Fernando de Noronha – PE).

 

 

Leia Também
Fernando de Noronha, o paraíso ameaçado
APAs: o elo fraco da proteção
A seca em Fernando de Noronha
MPF quer ordenar cruzeiros em Noronha

 

 

 

Leia também

Salada Verde
15 de setembro de 2010

MPF quer ordenar cruzeiros em Noronha

Após reclamações de chefia do Parque Nacional, promotores exigem suspensão de licenças para embarcações turísticas.

Fotografia
8 de fevereiro de 2012

A seca em Fernando de Noronha

Mesmo após dois anos sem chuva, Fernando de Noronha ainda oferece paisagens espetaculares. Mas é um paraíso que precisa ser preservado. Foto: Carolina Mourão

Salada Verde
21 de outubro de 2021

Polícia Civil do Maranhão prende um dos homens que matou onça preta e se gabou nas redes sociais

Corpo do animal abatido foi filmado por três homens, que comemoraram o feito. O homem preso também será multado pelo Ibama.

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta