Notícias

Boletim: “Esse anúncio [das metas brasileiras] representa empate com o passado”, diz Márcio Astrini

Para o Secretário Executivo do Observatório do Clima, o anúncio feito pelo governo brasileiro na COP 26 é retrato de um país que corre para se encontrar com o passado

Redação ((o))eco ·
1 de novembro de 2021

O Brasil decidiu anunciar uma nova meta climática – na prática, a nova meta quase esbarra, mas ainda é menos ambiciosa que a meta antiga, acordada pelo país em 2015, quando o Acordo de Paris foi criado. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (01), em Glasgow, pelo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. 

“É uma atitude muito pequena feita para um desafio muito grande”, analisa Márcio Astrini, Secretário Executivo do Observatório do Clima, em entrevista ao jornalista Felipe Werneck, em boletim para ((o))eco. 

Escute:

Leia também

Reportagens
18 de abril de 2021

Quem são os jovens ativistas que processam governo por “pedalada climática”

Manobra contábil na definição das metas de redução de gases estufa motivou ação pública contra Ricardo Salles e Ernesto Araújo. Ação tem apoio de 8 ex-ministros

Notícias
31 de outubro de 2021

Boletim: Como o Brasil chega à COP 26?

País aumentou suas emissões em plena pandemia e apresentará na COP planos vagos de crescimento verde. Escute a análise do Observatório do Clima sobre o primeiro dia

Salada Verde
30 de setembro de 2021

Organizações lançam minimanual sobre Conferências do Clima e Acordo de Paris

Publicação explica estrutura do acordo, mergulha na linguagem dos acordos e deixa claro o que será discutido na próxima, marcada para novembro

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta