Notícias

Estreia na França documentário de ((o))eco sobre desmatamento na Amazônia

Em Toulouse, no Festival FreDD, o filme "Sob a pata do boi" mostra o gigantesco impacto da pecuária no desmatamento da floresta

Daniele Bragança ·
6 de abril de 2018 · 4 anos atrás
A floresta dá lugar para a pecuária. Foto: Marcio Isensee.

Para quem não mora na Amazônia, costuma passar despercebido que a região tem 40% do rebanho bovino brasileiro: 85 milhões de cabeças de gado. Isso é mais do que três vezes a população humana da região, de 25 milhões de habitantes. Um quinto da floresta amazônica já foi derrubada e 66% virou pasto. O boi é o maior problema ambiental da Amazônia e é essa a história que o documentário “Sob a pata do boi” contará hoje, 6 de abril, para a audiência do Festival FreDD – Film, Recherche, Développment Durable, de filmes ambientais, que acontece em Toulouse, na França. Essa é a primeira exibição pública do filme, que esta semana também será exibido em Londres, Utrecht (Holanda) e Paris,  para audiências de ambientalistas. A estreia no Brasil é prevista para junho de 2018.

“Sob a pata do boi” é uma co-produção do site ((o))eco de jornalismo ambiental e o Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia). Faz parte de um projeto de jornalismo investigativo que já dura dois anos.

A abordagem do documentário é inédita, porque foca não no crime ambiental, mas na forma como a Amazônia está sendo colonizada, com migrantes vindo de outras regiões do país para derrubar floresta e formar fazendas, uma ocupação que começou sob incentivo dos governos militares, preocupados com a soberania nacional, e é o motor de uma crescente catástrofe ambiental.  

Na noite de hoje, “Sob a pata do boi” vai participar da mostra de filmes com até uma hora de duração. Na mesma mostra estão FOOD 3.0 (em tradução livre, “Comida 3.0), Fukushima: les voix silencieuses (Fukushima: as vozes silenciosas) , L’or Bleu du Rajasthan (O ouro azul de Rajasthan) e Les rivières volantes (Os rios voadores).

Para debate com o público após a exibição, estarão presentes: Marcio Isensee e Sá, diretor do filme, Juliana Tinoco, roteirista, Paulo Barreto e Eduardo Pegurier, criadores do argumento.

Curta a página de Facebook de “Sob a pata do boi”.

Veja abaixo o trailer:

 

Leia Também 

Os portões do desmatamento

Onde cabe um boi, ôpa, cabem três ou quatro

O drible do gado: a parte invisível da cadeia da pecuária

 

  • Daniele Bragança

    É repórter especializada na cobertura de legislação e política ambiental. Formada em jornalismo pela Universidade do Estado d...

Leia também

Reportagens
25 de julho de 2017

O drible do gado: a parte invisível da cadeia da pecuária

Ao longo da criação do boi, falta monitorar os produtores do início da cadeia, chamados de indiretos, para impedir pastos em áreas desmatadas

Reportagens
28 de junho de 2016

Onde cabe um boi, ôpa, cabem três ou quatro

Intensificar a pecuária é uma das chaves para se chegar ao desmatamento zero na Amazônia. Projeto piloto no Mato Grosso mostra o caminho

Reportagens
19 de julho de 2017

Os portões do desmatamento

Levantamento mostra que pouco mais de 100 frigoríficos fazem 90% do abate de gado na Amazônia, comprando das áreas onde a floresta diminui

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta