Notícias

Vereadores aprovam projeto que protege a Floresta do Camboatá

Por unanimidade, vereadores aprovam criação do Refúgio de Vida Silvestre da Floresta do Camboatá, no Rio de Janeiro. Projeto segue para decisão do prefeito

Duda Menegassi ·
12 de novembro de 2021

Nesta quinta-feira (11), o plenário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro repetiu a decisão da última semana e, por unanimidade, aprovou a criação do Refúgio de Vida Silvestre da Floresta do Camboatá. Foram 43 votos favoráveis a zero. O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), que no 1º turno da votação havia sido o único contrário à proposta, não estava presente na sessão e por isso não votou. Agora o projeto de lei segue para a mesa do prefeito, Eduardo Paes (PSD), a quem cabe a sanção.

A área protegida terá 171,5 hectares de extensão e ajudará a preservar a Floresta do Camboatá, um raro remanescente de Mata Atlântica de terras baixas no município, localizado no bairro de Deodoro, zona oeste do Rio.

O movimento pela preservação deste fragmento florestal ganhou força diante do risco de vir abaixo que a área correu no último ano para construção de um autódromo. O empreendimento foi descartado no início deste ano, quando Eduardo Paes assumiu a prefeitura e honrou seu compromisso feito com ambientalistas durante a candidatura de que, se eleito, vetaria o projeto do autódromo na Floresta do Camboatá. Como unidade de conservação de proteção integral, a área fica fora do alcance de empreendimentos deste tipo e poderá ser explorada apenas para turismo, lazer, pesquisa e educação ambiental.

O vereador Chico Alencar (PSOL) comemorou a vitória em suas redes. “A batalha não foi fácil, mas felizmente conseguimos esta baita vitória, que só é possível porque a comunidade lutou, não esmoreceu e se mobilizou”, reforçou.

O projeto de lei nº 1.345/2019 é originalmente de autoria do vereador Professor Célio Lupparelli (DEM) e do ex-vereador Renato Cinco. Na Câmara Municipal o texto aprovado foi um substitutivo redigido pelo próprio Lupparelli junto a outros doze vereadores, entre eles Chico Alencar.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
4 de novembro de 2021

Proteção da Floresta do Camboatá é aprovada em 1º turno por vereadores

Projeto de lei transforma a Floresta do Camboatá, no município do Rio de Janeiro, em Refúgio de Vida Silvestre. Único voto contrário à proposta foi de Carlos Bolsonaro

Análises
11 de agosto de 2020

Floresta do Camboatá, onde as nuvens dão vida a um peixe

Camboatá foi mantida preservada ao longo dos anos em uma região que sofreu intenso processo de urbanização, representando uma importante ilha de Mata Atlântica com mais de 100 hectares

Fotografia
21 de agosto de 2020

Galeria: As belezas da Floresta do Camboatá vista do alto

Nesta semana, ((o))eco esteve em Deodoro e fotografou, por cima, a Floresta que o empreendedor insiste em chamar de mato. Documentamos biodiversidade

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta