Reportagens

Dilma chega à COP15

Na véspera de seu aniversário, ministra da Casa Civil chega a Copenhague e diz que é "absurdo"  flexibilizar responsabilidades dos ricos e reforça que Brasil continua no grupo dos emergentes.

Redação ((o))eco ·
14 de dezembro de 2009 · 15 anos atrás

Depois de uma reunião com 60 ministros recém chegados à COP15 neste domingo, a ministra chefe da Casa Civil Dilma Rousseff e o ministro do Meio Ambiente Carlos Minc deram a primeira entrevista coletiva em Copenhague. Praticamente só se ouviu a voz de Dilma, que apesar de ter dominado o discurso, deixou a maioria das perguntas dos jornalistas sem respostas. A ministra, que passou a comandar a delegação brasileira na Conferência do Clima e nesta segunda completa 62 anos, frisou que o Brasil não vai abrir mão da responsabilidade dos países desenvolvidos em nome do fechamento de um acordo sobre clima, e reforçou que apenas eles têm o dever de contribuir financeiramente com um fundo climático. “Não vamos fingir que somos desenvolvidos porque não somos. Nossas emissões per capita são muito baixas”, disse Dilma.

A ministra reafirmou que o Brasil cumprirá as ações de mitigação anunciadas em novembro (redução das emissões nacionais entre 36 e 39% até 2020) com recursos do orçamento da União, mas havendo acesso a financiamentos internacionais o cumprimento das metas voluntárias ocorrerá mais rápido. No final da entrevista, Dilma revelou que o Brasil apoia a criação de uma meta global de redução de emissões em 2050 da ordem de 50%. Nos rascunhos do acordo liberados até agora, existem propostas para que essa diminuição chegue a 85% ou 95% na metade do século.

Veja vídeo com trecho da entrevista


Leia também

Análises
24 de junho de 2024

É preciso estar atento aos rumos do plástico

Defendemos metas globais de redução da produção de plástico para proteger a saúde humana e ambiental. É urgente considerarmos os riscos que esse material apresenta às populações atuais e do futuro, respeitando os limites dos diferentes ambientes e do planeta

Salada Verde
21 de junho de 2024

Postura de Mauro Mendes faz ICV finalizar parceira em projeto ambiental em MT

Organização cita falta de comprometimento do governador com pautas ambientais no estado. Projeto era voltado ao enfrentamento da crise climática

Notícias
21 de junho de 2024

Queimadas explodem em cinco dos seis biomas brasileiros

Número de focos registrados em grande parte do Brasil nos primeiros meses de 2024 está acima da média para o período. Pantanal segue em situação emergencial

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.