Reportagens

Oito ou oitenta

Poucos manifestantes dão as boas vindas para Obama em Copenhague. No último dia de negociações, pavilhões estão vazios.

Cristiane Prizibisczki ·
18 de dezembro de 2009 · 12 anos atrás

Ao contrário do que vinha sendo falado nos corredores do Bella Center durante esta semana sobre a presença de Obama em Copenhague, a manhã de hoje foi tranquila. Pouco antes do presidente americano chegar ao local onde a COP-15 está sendo realizada, apenas uns poucos manifestantes empunhavam faixas de protestos. Um grupo de jovens com máscaras do rosto de Obama cantava paródias que falavam de meio ambiente e de compromisso com o clima. Dentro do pavilhão, enquanto os presidentes e chefes de estados se revezavam no púlpito para seus discursos finais, pouca gente circulava pelos ambientes da COP , reflexo das restrições impostas pela organização para entrada de ONGs. Aqui, ou está apinhado de gente ou tranqüilo demais.

Grupo de Vegans empunha faixa de boas vindas a Obama, pedindo que ele salve o planeta. 

.

Na entrada do Bella Center, jovens fazem paródias sobre clima. Música Mamma Mia, do grupo sueco Abba, ganha letras engajadas.

  • Cristiane Prizibisczki

    Cristiane Prizibisczki é Alumni do Wolfson College – Universidade de Cambridge (Reino Unido), onde participou do Press Fellow...

Leia também

Reportagens
17 de maio de 2022

Amazônia tem mais de 425 mil famílias sem energia elétrica

Brasil avança na universalização da energia, mas população de áreas remotas da Amazônia ainda demandam acesso à eletricidade. Pandemia atrasou cronograma

Notícias
17 de maio de 2022

Para beneficiar pecuária, Acre reduz em até 80% imposto sobre comercialização de gado

ICMS a ser pago por pecuaristas acreanos cai de 12% para 2,4% na venda para alguns estados. Medida pode resultar em mais desmatamento, diz pesquisadora

Análises
17 de maio de 2022

Oportunidades e desafios para a implementação do Código Florestal brasileiro

A lentidão na implementação do Código Florestal representa o desperdício de uma valiosa oportunidade de transformar o uso da terra no Brasil

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta