Reportagens

Carne Legal

Ministério Público Federal lança hoje campanha sobre consumo consciente de produtos bovinos. Cidadãos têm direito de saber origem da carne que compram no supermercado.

Redação ((o))eco ·
1 de junho de 2010 · 14 anos atrás


O Ministério Público Federal lançou hoje (1/06) uma campanha pelo consumo consciente de produtos bovinos. A campanha, que será veiculada em rádio, TV e internet para todo o Brasil, é um alerta sobre as ilegalidades presentes na cadeia da pecuária. Além disso, o objetivo do MPF é fazer com que os consumidores cobrem informações a respeito da origem da carne que compram nos supermercados.

A campanha para o público começa exatamente um ano depois do início do trabalho contra a ilegalidade na cadeia pecuária, quando o MPF cobrou que frigoríficos de vários estados deixassem de comercializar carne oriunda de propriedades envolvidas com desmatamento ilegal. Além do envolvimento com o desmate, os termos de ajustamento de conduta firmados entre Ministério Público e frigoríficos  determinavam que os estabelecimentos também não recebessem gado de fazendas que exploram mão-de-obra em condições análogas à escravidão, que estivessem situadas em unidades de conservação, terras indígenas ou quilombolas, ou que tivessem áreas embargadas pela secretaria estadual de meio ambiente ou Ibama. Mato Grosso e Pará estão são os principais estados envolvidos com a “moratória da carne”.

Segundo o MPF, a campanha foi criada para que os trabalhos não se restringissem a ações jurídicas, mas também chegassem ao consumidor, como forma de conscientizá-los. “O consumidor é peça chave nisso. Não adianta o MPF ficar brigando por anos se ele não for envolvido. O consumidor também pode ser fiscal”, disse o Ministério, por meio de sua assessoria.

Além de peças gráficas, filmes e banners para a internet, a campanha conta com uma página no twitter e também estará disponível no Youtube. O trabalho tem o apoio do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) e da Repórter Brasil, organização que trabalha para a erradicação do trabalho escravo.  (Cristiane Prizibisczki)

Atalhos:

Página do MPF para a campanha Carne Legal
Página da campanha no Twitter

Leia mais sobre o assunto:
 

O Eco Amazônia – Uma dúvida no prato
Governo é aliado da destruição da Amazônia
Pegadas obscuras

Leia também

Salada Verde
18 de junho de 2024

Até o momento, servidores ambientais já aprovaram greve em 17 estados

Servidores do Ministério do Meio Ambiente também aprovaram greve; assembleia do Ceará foi contra, e 9 estados ainda não realizaram suas votações. Negociações estão em impasse

Salada Verde
18 de junho de 2024

Fogo queimou 68% da vegetação nativa do país em 38 anos, mostra MapBiomas

Área queimada somente em 2023 foi equivalente à metade do território da Bélgica, indica a 3ª Coleção do MapBiomas fogo, lançado nesta terça-feira (18)

Notícias
18 de junho de 2024

Investigação levanta suspeitas sobre atuação do zoo indiano que recebeu ararinhas-azuis

Regras para receber animais ameaçados teriam sido dribladas e a entidade virou grande destino de espécies apreendidas no país

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.