Reportagens

Economia de energia elétrica: mitos e verdades

Especialistas esclarecem quais hábitos diários resultam em maior consumo de energia elétrica ao final do mês e como você pode mudá-los.  

Flávia Moraes ·
28 de julho de 2011 · 13 anos atrás

crédito: Spigoo
crédito: Spigoo

Pequenas mudanças nos hábitos diários e uso dos aparelhos eletrodomésticos podem reduzir a sua conta de luz no final do mês. A importância de controlar o consumo está não apenas em economizar dinheiro, mas também em evitar o desperdício. “Daqui a 300 anos, a vida será diferente. Nossos netos vão reclamar da nossa geração, que foi a primeira a conhecer o problema das mudanças climáticas e do uso da energia e ainda não deu sinais definitivos de que vai resolver o problema”, afirma Agenor Gomes Pinto Garcia, consultor em eficiência energética e autor do livro Leilão de Eficiência Energética no Brasil.

Para esclarecer os dez principais mitos e verdades enviados pelos leitores, ((o)) Eco conversou com o professor Garcia e também com o especialista em economia de energia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professor Gilberto Jannuzzi.

 
Leia também: Aprenda como refrescar o verão

1.    As lâmpadas fluorescentes são mais econômicas do que as incandescentes (amarelas)? E as lâmpadas de LED?

Numa escala de mais a menos econômicas e eficientes, os especialistas destacam as lâmpadas de LED, em primeiro lugar, seguidas das fluorescentes – compactas e tubulares, e, por último, as incandescentes. No entanto, se compararmos o preço pago pelo consumidor na hora da compra da lâmpada, a diferença significativa do valor do produto leva muitas pessoas a comprarem as lâmpadas amarelas. “Como regra geral, deve-se evitar o uso das incandescentes, que são baratas, mas cuja energia gasta custa caro ao final do mês”, explica Garcia.

Como as de LED ainda estão em desenvolvimento, o seu valor na hora da compra ainda não proporciona uma relação positiva de custo (preço da lâmpada) x benefício (energia economizada) para a maioria da população. Assim, optar pelas fluorescentes  ainda é a melhor escolha.

2.    Computadores: o que gasta menos energia, deixar ligado 24h ou ligar e desligar cada vez que vai usar? E com o monitor do computador, é o mesmo procedimento?

Se o tempo de pausa entre um uso e outro do computador for pequeno, em torno de 15 minutos, por exemplo, não vale à pena ligar e desligar todos os componentes. Apenas desligar o monitor, que consome bastante energia, já ajuda na economia. Agora se as pausas entre os usos forem longas, mais de uma hora, os especialistas aconselham desligar tudo. Outra opção é programá-los para entrar em modo de espera ou desligamento automático após uma hora sem uso, para o caso de o usuário esquecê-lo ligado. Se puder optar entre um computador e um laptop ou notebook prefira esses últimos, que são muito mais econômicos.

3.    O mito de que ligar e desligar os aparelhos e as lâmpadas consome mais energia do que manter ligado é verdade?

É relativo, segundo os especialistas, pois dependerá do tempo que você os deixar ligado desnecessariamente. Segundo Garcia, a melhor prática é apagar a luz sempre que sair do aposento, “pois nunca se sabe ao certo quanto tempo vai se passar fora”. Ele explica que, embora haja um pico na hora do ligamento, sua duração é mínima (energia é sempre a composição de potência e tempo), então a energia gasta é desprezível.
No entanto, Jannuzzi lembra que a questão pode ir além do consumo de energia, mas sim na vida útil do equipamento. “Quando o intervalo for muito pequeno, no máximo 15 minutos, é melhor deixar a luz ligada (se for fluorescente) para não fazer a mudança de temperatura da lâmpada. Você vai consumir um pouco de energia, mas prolongar a vida útil do equipamento, que é prejudicado pelo liga e desliga intenso”, explica.

4.    O chuveiro é mesmo o vilão da conta de luz?

A característica dos chuveiros elétricos é consumir muita eletricidade em um período curto de tempo. Os dois fatores mais importantes são a potência do equipamento e o tempo de banho. “Atualmente temos chuveiros de até 12.000 watts, que, durante o banho, equivalem a 200 lâmpadas acesas ao mesmo tempo”, relata Jannuzzi. No sul do Brasil, onde faz mais frio e usa-se os chuveiros no modo inverno, a média de consumo desse equipamento costuma responder por cerca de 1/3 do consumo de eletricidade de uma residência.

Para economizar é preciso tomar banhos mais curtos ou ter outro sistema para aquecer a água, como a energia solar. Dependendo do custo do gás na região, a energia solar pode ser uma opção eficiente.

5.    O microondas também é um dos grandes consumidores de energia elétrica em casa?
O microondas é outro exemplo de aparelho com grande potência, mas com curto período de utilização – demora-se menos esquentando um copo de leite ou um prato de comida do que tomando banho. Por isso, não costuma pesar muito na conta de luz. “A menos que se tenha o mau hábito de usá-lo para cozinhar, em vez de só para aquecer, seu consumo não é tão alto. Conheci uma pessoa que o usava só pela preguiça de lavar panelas. Nesse caso, é melhor lavá-las, com certeza!”, esclarece Garcia.

6.    Chuveiro e ar-condicionado 220 volts gastam menos energia que os de 110 volts?

Os especialistas afirmam que a diferença no consumo de energia entre aparelhos 220 volts e 110 volts é pequena e não afeta de maneira significativa o consumo. No entanto, Jannuzzi destaca que em 220 volts os equipamentos vão funcionar melhor, ter um bom desempenho, além de prolongar a sua vida útil.

7.    Abrir a geladeira várias vezes ao dia gasta mais energia?

O grande problema nessa questão da abertura da geladeira é muito mais o tempo que se gasta com ela aberta do que a quantidade de vezes que se abre a porta. Claro que a cada abertura há uma troca de calor do interior do equipamento com o ambiente, que está mais quente, e se gasta mais energia para resfriá-la em seguida. Dessa forma, quanto menos tempo a porta for mantida aberta, mais economia de energia será feita.

Outro desperdício muito comum em geladeiras decorre do desgaste da borracha vedadora, por onde o ar frio escapa e o ar quente entra. Para testar se sua geladeira está em boas condições, coloque uma folha de papel e feche a porta: se conseguir retirar a folha com a porta fechada está na hora de trocar a borracha.

8.    Ao usar o ferro de passar roupa, é melhor passar muitas peças a cada vez ou todo dia passar uma peça?

A maior parte da energia gasta ao passar a roupa é na hora de esquentar o ferro. Uma vez que o ferro esteja quente é melhor passar a maior quantidade possível de roupas. O professor Garcia destaca a semelhança entre o ferro e a máquina de lavar roupas: “Ela deve ser usada sempre próxima à sua capacidade máxima para economizar água e energia. Pesar o lote de roupas com uma balança é uma boa maneira de verificar se a quantidade separada é ideal”.

9.    É mito ou não que os aparelhos que mantemos plugados na tomada, mesmo quando desligados, continuam gastando energia?

É verdade! O professor Jannuzzi ressalta que “a melhor opção de economia é desconectar os aparelhos da tomada, pois mesmo os melhores equipamentos, nessa situação, consomem 1 watt/hora. Cada aparelho conectado consome durante o ano todo 8,7 quilowatts. Como pagamos cerca de 40 centavos por quilowatt/hora (preço no Rio de Janeiro), isso representa um gasto próximo de 4 reais/ano por aparelho”.

Garcia lembra que o apelido desse desperdício é “energia vampira” e que ela já preocupa os responsáveis pelas políticas energéticas. “Cada um gasta um pouquinho, porém, como hoje em dia há muitos aparelhos, a energia gasta no total acaba sendo significativa”. Uma dica para aparelhos relacionados, por exemplo TV, DVD, modem de TV a cabo ou satélite – é liga-los todos a uma só régua de tomadas. Basta desligar a régua ao fim do dia para economizar.

10.    Quando chamar o elevador, faz diferença chamar apenas um deles ou quantos tiver no andar? Elevadores, afinal, gastam muita energia?

Os especialistas garantem que faz diferença no consumo de energia chamar mais de um elevador ao mesmo tempo, e que esse gasto, por estar diluído nas contas de condomínio, passa despercebido.

Uma boa prática é deixar só um elevador ligado durante a noite ou ter equipamentos que fazem com que só um elevador se desloque a cada chamada. Por seu lado, o usuário deve sempre evitar chamar vários elevadores ao mesmo tempo. Outra boa alternativa é usar as escadas sempre que possível, pois além de poupar energia elétrica, diminui-se o sedentarismo.

 

 

Leia também:
Cresce o número de países que usam energia eólica no mundo
Artigos sobre energia em ((o))ecocidades
Ilha será 100% abastecida por energia renovável

 

 

 

 

  • Flávia Moraes

    Jornalista, geógrafa e pesquisadora especializada em climatologia.

Leia também

Notícias
23 de maio de 2024

Governo finaliza processo de concessão do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Concessão tem prazo de 30 anos e é voltada para prestação de serviços públicos de apoio aos serviços turísticos da unidade. Valor inicial dos ingressos será de R$ 30

Notícias
22 de maio de 2024

Desmatamento na Mata Atlântica caiu 27% em 2023, mas encraves em outros biomas preocupam

Segundo dados da SOS Mata Atlântica, desmatamento em florestas maduras foi de 14.697 hectares; derrubadas em encraves no Cerrado e na Caatinga superou 69 mil hectares

Salada Verde
22 de maio de 2024

No dia da Biodiversidade, ICMBio cria quatro unidades de conservação privadas

RPPNs estão inseridas em três diferentes biomas, em área somada de cerca de 500 hectares. RPPNs de todo Brasil protegem cerca de 800 mil hectares

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comentários 36

  1. Delan Viana diz:

    Cara Ana Carla,

    Se a luz está ligada, então a energia está sendo consumida. Agora para saber o quanto de energia a lampada ligada a noite toda consome, sugiro que verifique a potencia da mesma.


  2. Gabriel diz:

    Preciso de ajuda para diminuir o valor da minha conta, sem deixar de usar o ar condicionado!
    Moro aqui na paraiba e não da para usar ventilador durante o dia, é muito quente e eu passo o dia no meu escritorio fechado.


    1. Delan diz:

      Placas solares para suprir o consumo do Ar condicionado durante o dia pode ser uma solução


  3. Ana Carla diz:

    no nosso quintal a luz fica ligada a noite toda, dizem que não gasta nada, porem por mes vem 70 reais e a casa e vazia somente uma geladeira fica ligada. alguem pode por favor me informar se é verdade?


  4. Juliana Kelly diz:

    Devido a energia com uma outra pessoa ela questiona que não gasta muito por que passa muito tempo fora e anda abrindo a geladeira isso e justo


  5. Ellen Silva diz:

    Deixar ligada a geladeira 24 hrs gasta mais do que ficar ligando e desligando ?


    1. Delan Viana diz:

      Depende de N fatores, mas geralmente FALSO


  6. mateus diz:

    é verdade, uma sala com ar condicionado ligado, demora 1 hora apos deligar o ar condicionado para que a sala volte a temperatura normal? esse período ainda esta refrigerado?


  7. Valéria diz:

    Se eu colocar quatro panela de água pra ferver , todas ao mesmo tempo , eu gasto menos gás do que colocando uma por uma ?


  8. Ana Claudia Rezende diz:

    Olá, minha conta de energia veio altíssima, o triplo.
    Nos passamos 3 dias fora de casa, viajando, e quando chegamos a geladeira estava aberta, o chão da cozinha estava molhado…
    O real motivo da conta vir alta foi porque esquecemos a geladeira aberta? ela realmente puxa tanta energia assim?


  9. Célia Marques diz:

    Vi sobre esse aparelho de ecovolt, isso realmente funciona?


  10. Clovis diz:

    Ajuda a econimizar usando um aparelho de economia de energia?tipo ecovolt?


  11. Lucilene Proença diz:

    Bebedouro, é melhor manter ligado ou desligar ao final do expediente?


  12. Alex diz:

    Com o tempo a lâmpada de led consome mais energia ?


  13. adriele diz:

    Um gelagua de garrafão gasta mais ou menos energia q abr e fecha de geladeira?


  14. juminu luiz batista diz:

    porque as impressoras jato de tinta borra o papel ligadas em 127volts e não borra o papel em 220v


  15. JOSE victor diz:

    obs eu sou o josé victor e eu curti.
    não tenho e-mail
    pequei do meu pai


  16. paulo diz:

    nossa,que legal.
    minha família é em 50 pessoas e todas curtiram.


  17. Elmar Alves diz:

    Se uma pessoa gasta 10 a 15 minutos no banho, compensa desligar o chuveiro para ensaboar?


    1. Sandy diz:

      Claro, sempre se economiza nao só energía como agua


  18. Valdi H. Wengrat. diz:

    1. Valdi H. Wengrat. diz:

      tudo na vida, é muito simples quando se fala de energia; é sempre assim; tudo que esta ligado gasta!!


  19. Mariana diz:

    Se eu desligar a televisão no botão, assim desligando a luzinha, economiza?


  20. Suelinunea diz:

    Sou síndica de um prédio que deixava cada elevador por vez descer mas devido reclamação deixei vir o dois tem muita diferença na energia para economia


    1. Valdi H. Wengrat diz:

      se um gasta 10 , os dois gastam 20.


  21. JONATHAN diz:

    SE DEIXO O MICRO ONDAS LIGADO ELE COM AS LUZES NUMERICAS ACESAS. GASTA MUITO?


    1. Valdi H. Wengrat diz:

  22. Amanda diz:

    Tenho um vibrador 220 volts, se usar um 127 volts vou economizar energia???


    1. Fernando diz:

      Vai funcionar menos do que ele deveria funcionar e com o tempo ele pode queimar dentro de você


    2. Wagner diz:

      Você pode optar pelos vibradores com bateria externa. Mesmo assim usando no 220V a energia gasta é relativamente baixa. Depende da quantidade de vezes usada por dia e a duração de cada vez


  23. gislayne diz:

  24. ABENILDO diz:

    POSSO DEIXAR O BEBEDOURO DE AGUA LIGADO NA TOMADA DE ENERGIA.OU POSSO DESLIGAR A NOITE PODE AJUDA NA ECONOMIA DA ENERGIA OU NAO


  25. pietro diz:

  26. michel diz:

    RI muito com os comentário.. Esse texto mim fez sorrir muito!


  27. cristal diz:

    esse texto mim ajudou muito porque com ele fiz um trabalho perfeito