Reportagens

A Transcarioca de ponta a ponta

Da zona oeste à zona sul, o caminho de trilhas que fará os excursionistas e aventureiros conhecerem o Rio de Janeiro da cabeça aos pés.

Duda Menegassi ·
21 de dezembro de 2012 · 9 anos atrás

Use os botões no canto inferior direito para ampliar o mapa

O mapa com o trajeto completo da Transcarioca mostra o percurso que irá começar na Restinga de Marambaia e terminará ao lado do Pão de Açúcar. São cerca de 150 quilômetros de trilha, com alguns trechos no asfalto. O caminho passa por unidades de conservação, como o Parque Municipal de Grumari, o Parque Estadual da Pedra Branca e o Parque Nacional da Tijuca, e cruza o Rio de Janeiro pela costa, de ponta a ponta.

Nem todos os trechos já estão devidamente sinalizados e aptos ao uso público, porém a previsão é de que, até as Olimpíadas de 2016, o caminho completo já possa ser percorrido sem problemas pelos visitantes que toparem o desafio de completá-la, ou mesmo, aos que apenas desejam fazer um trecho de sua extensão. No mapa, as ramificações são trechos de bate-volta, em direção a algum atrativo próximo ao eixo principal da trilha. E sem dúvida não faltam atrações neste caminho de belezas cariocas.

  • Duda Menegassi

    Jornalista ambiental especializada em unidades de conservação, montanhismo e divulgação científica. Escreve para ((o))eco des...

Leia também

Notícias
27 de maio de 2022

São Paulo registra duas décadas de poluição do ar acima do recomendado pela OMS

Em alguns pontos da cidade, concentração de poluentes foi quatro vezes maior do que o indicado, mostra estudo. Poluição mata 7 milhões de pessoas por ano no mundo

Notícias
26 de maio de 2022

Conexão de trilhas e pessoas embala 1º Congresso Brasileiro de Trilhas

Evento que começou nesta quarta (25) e se estende até domingo, em Goiânia, conta com mais de 1.500 inscritos para discutir e fomentar a implementação de trilhas no Brasil

Salada Verde
26 de maio de 2022

A proposta de restaurar 900 campos de futebol de Mata Atlântica em dois anos

Projeto teve início no primeiro semestre de 2022 e seguirá até dezembro de 2023, com a proposta de restaurar 886.3 hectares de vegetação, sendo 720.8 em áreas de RPPNs e 165.5 em regiões do entorno

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta