Reportagens

Um fóssil turco, movimentações da ministra Izabella e o dinamarquês do contra

No terceiro dia da COP, sobrou fóssil para terra, mar e a Turquia. A nossa ministra atuou nas pontas captação de recurso e explicação do aumento do desmatamento.

Claudio Angelo · Cíntya Feitosa ·
2 de dezembro de 2015 · 6 anos atrás
Tyrannosaurus_rex
O troféu fóssil desta quarta foi para aviões e navios movidos com combustíveis subsidiados. Sobrou para a Turquia também. Foto: Wikipedia

NAUFRÁGIO

O Fóssil do Dia, antiprêmio concedido pelas ONGs aos países que mais atrapalham as negociações, teve vencedores especiais nesta quarta-feira: a Organização Marítima Internacional (IMO) e a Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO). As duas, juntas, economizam US$ 60 bilhões em renúncias fiscais taxas sobre combustíveis fósseis, mas não querem saber de contribuir com dinheiro para mitigação e adaptação. A Turquia também recebeu o prêmio pela sua INDC, que dá espaço para o país dobrar suas emissões ao esmo tempo em que pede dinheiro das nações ricas.

DAQUI NÃO SAIO

Em sua primeira COP, o climatologista americano James Hansen, pioneiro no alerta sobre as mudanças climáticas, foi cercado por jornalistas na saída de uma sala de conferências de imprensa e deu uma coletiva improvisada de longos 40 minutos. Um de seus colegas tentou interromper na metade, perguntando educadamente se Hansen gostaria de ir. “Estou bem aqui”, respondeu o cientista.

PASSA LÁ EM CASA

A ministra Izabella Teixeira se reuniu hoje com representantes de bancos internacionais para tratar de recursos para o Brasil em diversas frentes relacionadas a mudanças climáticas – energias renováveis, preservação florestal e até mobilidade urbana e infraestrutura. Segundo a ministra, os bancos (KFW, Banco Mundial, BID, BNDES) estão muito interessados em investir no Brasil. Só não falaram em cifras nem prazos.

AUMENTINHO

A ministra também disse que o aumento em 16% na taxa de desmatamento na Amazônia não diminuiu a importância do Brasil no cenário internacional, nem afastou os investimentos estrangeiros em florestas no Brasil. Segundo Izabella Teixeira, os financiadores internacionais compreendem que a “oscilação” da taxa é algo normal, e sabem dos esforços do governo federal na área.

CLIMÃO

Na próxima segunda-feira o governo federal assinará termo de cooperação com governadores da Amazônia para financiar ações de combate ao desmatamento nos Estados, desde que haja transparência quanto ao desmatamento local. Um dos signatários é Pedro Taques (PSDB), de Mato Grosso, cuja administração Izabella culpou pelo aumento de 40% na devastação no Estado.

ALERTA

O “ambientalista cético” dinamarquês Bjorn Lomborg, um dos mais influentes negacionistas da mudança do clima, foi visto na noite de quarta-feira circulando pelo pavilhão de Le Bourget.

 

Veja aqui toda a cobertura da COP21, uma parceria com o Observatório do Clima logo-observatorio-clima

 

 

Leia também
Acordo deve ser ‘socialmente vinculante’
Início da COP21: colchões infláveis, furtos de garrafinhas e o fóssil do dia
Conferência do clima começa em Paris

 

 

 

  • Claudio Angelo

    Jornalista, coordenador de Comunicação do Observatório do Clima e autor de "A Espiral da Morte – como a humanidade alterou a ...

Leia também

Reportagens
30 de novembro de 2015

Conferência do clima começa em Paris

COP21 é o maior encontro de chefes de Estado e governo fora da sede das Nações Unidas. Sessão de abertura tem declarações otimistas e reforça necessidade de compromisso político e moral

Reportagens
1 de dezembro de 2015

Início da COP21: colchões infláveis, furtos de garrafinhas e o fóssil do dia

África do Sul se prepara para longas negociações, brinde estiloso testa caráter dos participantes e Nova Zelândia empata a Bélgica como vencedoras do pior troféu

Reportagens
1 de dezembro de 2015

Acordo deve ser ‘socialmente vinculante’

Felipe Calderón, ex-presidente do México, diz que compromisso de Paris será construído em cima de credibilidade e constrangimento, e não apenas da forma legal

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta