Salada Verde

CBUC 2012 aprova moção pedindo mais UCs Marinhas

Moção em favor da conservação marinha nas costas brasileiras cobra iniciativas do governo para implementação e consolidação dessas áreas

Redação ((o))eco ·
28 de setembro de 2012 · 9 anos atrás
Salada Verde
Sua porção fresquinha de informações sobre o meio ambiente
Arquipélago de Abrolhos. Foto: Wikipédia.

No último dia do VII Congresso de Unidades de Conservação (CBUC), mais de mil participantes aprovaram por unanimidade a Moção Pró-Unidades de Conservação Marinha no Brasil − que deverá ser encaminhado ao governo brasileiro − pedido ações mais eficazes de proteção do bioma marítimo, considerado vulnerável.

A moção foi apresentada pela ONG SOS Mata Atlântica  e conta com a participação de 72 especialistas brasileiros. A discussão em favor da criação e implementação de unidades de conservação costeiras e marinhas teve início na Rio+20 e culminou, nesta quinta-feira (27), com a aprovação do documento.

Proposto por 43 instituições, o documento destaca 19 casos de criação de unidades de conservação cujos processos se encontram em estágio avançado e dependem de empenho por parte do Governo Federal para se tornarem realidade. Essas novas unidades  representam um aumento dos atuais 1,57% para cerca de 4,5% da Zona Econômica Exclusiva Brasileira (território que vai de 12 a 200 milhas marítimas), o que colocaria o Brasil mais perto da meta assumida internacionalmente pelo plano “20-20” (metas de Aichio) de ter 10% do ecossistema marinho em áreas protegidas até 2020.

A organização do VII Cbuc entregará o documento ao governo brasileiro junto com o Manifesto Pró-UCs Marinhas do Brasil, lançado durante a Rio+20, sob a liderança de organizações como o Instituto Amigos da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, a Conservação Internacional, o Greenpeace e o Instituto Baleia Jubarte, que tem o mesmo objetivo da moção aprovada ontem.

Novas unidades de conservação marinha
De acordo com o texto da moção, existem 19 UC’s cujos processos de criação encontram-se em estágio avançado e dependem de empenho por parte do governo para se tornar realidade. São elas:

    • RESEX Tauá Mirim (MA)
    • REVIS Peixe Boi (CE/PI)
    • APA Litoral Leste (CE)
    • RESEX Sirinhanhéim (PE)
    • REVIS Foz do Rio São Francisco (SE)
    • RESEX Litoral Sul de Sergipe (SE)
    • REVIS Praia do Forte (BA)
    • REVIS Arembepe (BA)
    • Ampliação PARNAM dos Abrolhos (BA)
    • APA dos Abrolhos (BA/ES)
    • REVIS da Baleia Jubarte (ES)
    • RDS Foz do Rio Doce (ES)
    • PARNA/APA Arquipélago Sul Capixaba / Francês (ES)
    • PARNA/APA da Ilha de Trindade Arquipélago Martins Vaz (ES)
    • PARNAM Arquipélago dos Alcatrazes (SP)
    • REFAU Babitonga (SC)
    • RESEX Imbituba/Garopaba (SC)
    • RESEX do Cabo de Santa Marta Grande (SC)
    • PARNA do Albardão (RS)

 

 

Leia Também
Perda de coloração dos corais é evidência das mudanças climáticas
Debate no stand ((o))eco: Proteção da Biodiversidade Marinha
Entrevista Malu Nunes: VII CBUC e a ênfase em áreas marinhas

 

Leia também

Notícias
19 de janeiro de 2022

Com pedido de Wassef, Justiça libera madeira apreendida em operação histórica

O advogado da família Bolsonaro conseguiu a liberação de madeira e bens da empresa MDP Transportes, uma das afetadas pela operação da PF que resultou na maior apreensão de madeira já feita

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

Em evento, Bolsonaro comemora redução de 80% das multas do Ibama

“Nós reduzimos em mais de 80% as multagens no campo”, disse o presidente, que creditou ao ex-ministro Salles e à ministra da Agricultura, Teresa Cristina, as boas medidas para o campo

Salada Verde
18 de janeiro de 2022

MPF se pronuncia contra decreto que permite destruição de qualquer caverna

Câmara de Meio Ambiente do Ministério Público Federal (4CCR) diz que norma desrespeita princípios constitucionais. Governo publicou decreto na semana passada

Mais de ((o))eco

Deixe uma resposta